Ano 14 - Semana 725
 

Amigos se despedem de Helga Szmuk:

- José Carlos Diniz
- Juan Miguel
- Luiz Nusbaum
- Moshe Bain
- Walmir


 

            março, 2011
--


Saudades, minha amiga
 

Conheci Helga virtualmente, em 1997, através de um depoimento seu ao Mandic. Escrevi a ele pedindo o contato e, em instantes, a ligação entre nós duas estava feita. Uma empatia imediata.

Motivada por sua paixão à Astronomia, criamos "Navegando nas Estrelas", seção na qual ela escreveu, mensalmente, por todo esse período, sem nunca ter falhado. Quando viajava, já deixava pronto, antecipadamente, o artigo.

Incansável, respondia a todos os emails que recebíamos para esclarecimento de dúvidas sobre astronomia e, muitas vezes, o assunto abordado se transformava em matéria. Crianças com dúvidas escolares eram sua preferência. Mas, certa vez, quando uma mãe pediu que elaborasse o trabalho de casa que valia nota, ela esbravejou. Ensinar, explicar, sim. Ajudar na malandragem e preguiça de pesquisar, não.

Em 1998 Helga nos chamou para participarmos do Star Party Campinas. Encontramo-nos em sua casa, para um almoço de confraternização e logo que me vê, exclama: Como você é alta! Pensei que fosse pequenininha, é sempre tão gentil. Diverti-me com a comparação e logo associei "os melhores perfumes nos menores frascos". Ainda bem que nem sempre é assim...

Foi nessa ocasião que, pela primeira vez, observei em um telescópio. E, então, descobri como o grupo de astrônomos é unido, participante, cada um chamando outro colega para apreciar um objeto focado. Momento único!
Lembro-me das explicações de Bob Osborn, da alegria do Diniz, do Julio nos entrosando com os demais participantes.

Aliás, devo um agradecimento ao Diniz pelas fotos cedidas ao site e aos vários astrônomos que, gentil e pacientemente, me tiraram dúvidas por todo esse tempo. Quando Helga tinha dificuldade em "botar na minha cabeça" o que queria falar, pedia-lhes socorro e inúmeras vezes recebi suas mensagens e abnegadas colaborações.

Quantas partilhas Helga fez comigo de assuntos de sites específicos e de grupos dos quais ela participava! Sabia que eu os apreciava, mesmo sem me dedicar à área. Era pelo conhecimento em si.

Por duas vezes Helga esteve no Rio, para eventos de Astronomia. Em uma delas o Bob também veio e, em outra, ficou hospedada em minha casa, em Ipanema. Quando Luiz e eu acordávamos ela já estava voltando da praia, onde ia nadar. Era apaixonada por esse esporte e campeã, até mesmo na terceira idade. A bem dizer, idade não lhe era empecilho; seu dinamismo não encontrava barreiras.

Para saber um pouco mais da Helga, é só passear na seção de Astronomia, em http://www.riototal.com.br/astros/biohel.htm, ler suas "matérias especiais" e "conhecimento" em http://www.riototal.com.br/astros/, logo aqui abaixo - e que prometo colocar em arquivo mais bem elaborado - ou ler seus artigos no CooJornal em http://www.riototal.com.br/coojornal/hszmuk-arquivo.htm . Ah, sim, não deixe de ver as receitas culinárias que ela enviava e que estão no Boca Boa http://www.riototal.com.br/bocaboa/. Enfim, ela participava de tudo, com prazer.

Vou sentir saudades. Saudades do bate-papo quase que diário, que se calou definitivamente em 27/2; da força que trocávamos em momentos difíceis; dos puxões de orelha mútuos; das nossas 'brigas' sem razão de ser, apenas pela incompreensão da sua dificuldade de expressão da linguagem ou pelo nosso gênio muitas vezes turrão, de querer dar a última palavra (Afinal, quem não é assim? Apenas não admitimos que o mais sábio é quem se cala primeiro.) E ela contestava: "precisamos nos explicar".

Em um de seus últimos emails, ela me fez rir ao contar essa história. Transcrevo-a, deixando um tanto de sua alegria e bom humor entre nós:

Quando o Bob esteve aqui, nós fomos para o planetário. De noite, no caminho para casa, começou a chover. O Bob tirou o casaco e cobriu o telescópio em baixo do braço. Eu estava procurando um táxi e pensei que estava avistando um. Levantei os 2 braços e dei sinal. De repente um carro da polícia subiu a calçada e prendeu o Bob por trás. Eles pensaram que ele tinha uma arma apontando para mim e eu acenado para o carro da polícia invés de um táxi. Depois demos todos uma grande risada. O Bob falou que com certeza a foto dele estaria em todos os aeroportos como "wanted", procurado. Mas desta vez a burrice foi minha. A polícia foi muito eficiente e rápida.

Descanse, amiga. Certamente estará nadando nas nuvens, pulando estrelas, voltando a ver o completo azul. Estaremos sempre com você em nossos pensamentos e em algum novo dia  nos encontraremos. Até lá, fico apenas com o cheiro do Nescafé do Diniz. *

 

Amigos se despedem de Helga


Moshe Bain

Amigos,

Estou muito triste, mal consigo escrever algumas palavras. Ainda no mês passado o meu amigo e astrônomo amador Ernesto Nagy Filho esteve de férias com a família em Florianópolis e visitou a d. Helga, inclusive tendo me enviado algumas fotos que fez com ela, animada como sempre.

Foi através dela que conheci o Roger Tuthill, o Dobson e muitos outros astrônomos (inclusive os que hoje compõem a REANET!). Em maio de 1994 estivemos juntos no TSP e observamos o eclipse anular do Sol em El Paso. Sua energia e alegria de viver era contagiante, e seu desapego aos bens materiais era um reflexo de sua bondade: lembro-me de quando doou o binóculo 11x80 que tinha, sem pestanejar, quando achou que o destinatário poderia fazer bom uso dele... Isto sem falar na famosa carta do capitão do Titanic para seu pai, que foi para o museu da cia. de navegação, mas isto já é outra longa estória.

Quem acompanhou a seção de cartas dos leitores do jornal O Estado de São Paulo nos últimos anos também ficou conhecendo a Helga como missivista ocasional do jornal --- mesmo morando em Florianópolis, suas cartas apareciam no Estadão, sempre expressando suas opiniões sobre todo tipo de assunto de forma, digamos, incisiva, pois ela não tolerava e não tinha qualquer respeito pelas “enrolações” que nossas “autoridades” são pródigas em criar. Mais alegria ela me disse que tinha, porém, em contribuir para “sites” ligados à divulgação da astronomia --- participou de vários deles. E me disseram que foi matéria de reportagem da revista Astronomy no período em que foi publicada no Brasil --- infelizmente eu não tenho este exemplar.

Neste momento de adeus, só posso dizer que seu exemplo e sua memória serão inesquecíveis para todos os que a conheceram.

Sentiremos saudades...
 

Juan Miguel

Nosso pesar!
Helga é mais uma estrelinha do céu...
Até.


Walmir

Acabo de chegar de viagem e vi essa triste notícia. Tristeza e uma grande saudade enorme que fica de nossa querida Helga.


Luiz Nusbaum

Por mais que saibamos que é inevitável, sempre causa sofrimento e tristeza a perda, em especial de alguém tão especial como Helga. A conheci na praça Buenos Aires, paparicando os cachorros dos outros, e logo houve uma sintonia forte entre ela e eu e em especial com meu labrador Billy e uma amizade surgiu. Lembro-me de tê-la como convidada de honra num jantar de Pessach e como ela ficou brava quando alguém perguntou se ela era astróloga, rss. Não compartilhava da sua paixão pela astronomia mas me deliciava com suas histórias, inclusive suas "memórias" que li numa tacada só. Pelo menos agora ela está mais próxima dos astros e estrelas que ela tanto amava. Deixa muitas saudades.
Sentimentos à familia.

José Carlos Diniz

Recebi com imensa tristeza a notícia do falecimento da amiga Helga... nesse momento vem-me a mente o nosso primeiro encontro na Texas Star Party. Estimulado e auxiliado pelo seu entusiasmo lá compareci. Helga conhecia todo mundo e a todos me apresentava com alegria. Convivemos por uma semana sob aqueles céus e ainda agora, emocionado, escuto sua voz vinda da escuridão à minha procura: Dinixxxxx !!! Onde está você???
Ela pouco enxergava de um olho e nada do outro, mas pacientemente todos mostravam a ela seus telescópios e ela embevecida olhava, olhava, até distinguir o objeto, e de lá saía como uma criança, alegre e feliz por mais uma visão do Universo.
Não tinha papas na língua, do alto de sua experiência e vivência, dizia o que queria, na lata, sem rodeios, mas era suave nas relações e fraterna nas amizades. Lutadora, nunca esmorecia diante dos obstáculos e ria das dificuldades.
Usava letras grandes no computador para continuar a se comunicar. Participava de um monte de listas. Membro do Eclipse Chasers, ríamos quando ela contava que John Dobson dormira na sua casa. Conheceu e conviveu com um número enorme de celebridades da sua grande paixão, a astronomia.
Dava aulas de inglês, nadava e só tinha oitenta e tantos anos! Um exemplo. Suas histórias de vida eu as ouvia boquiaberto, era uma enciclopédia!
Era a primeira a reconhecer trabalhos dos colegas e seu entusiasmo era contagiante.
Hoje triste, sinto saudades do pouco tempo vivido com Helga e choro sua perda que não é só minha, mas de toda a astronomia.
Adeus amiga Helga, ainda guardo comigo o Nescafé da primeira viagem...

 

*
A historia do Nescafé era uma coisa muito especial na amizade do Diniz com Helga. Segundo ele mesmo relata: No Texas, só tinhamos "chafé" e a Helga, providencialmente, levou um pacote de Nescafé. Bebiamos café forte e os americanos queriam saber que bebida era aquela e ela dizia que era segredo. Isto foi motivo de boas risadas entre nós por um bom tempo.
 


  • Acreditar sem duvidar


  • Arte e astronomia


  • Calendários


  • Impacto


  • O que é Astronomia?


  • O relógio que determinou a longitude


  • Observadores do Céu


  • Poluição visual


  • Proporções entre o Sol e os Planetas


  • Quanto dura um ano?


  • Texas Star Party-2000


  • Transit


  • Tudo é astronomia
  • Vida em outros lugares do universo?

  • Wilhelm Herschel e o descobrimento de Urano


  •  

  • Introdução


  • Champollion


  • Colombo


  • Copérnico


  • Darwin


  • Edward Hubble


  • Einstein


  • Eratóstenes


  • Kepler


  • Newton


  • Ptolomeu


  •  

  • As estrelas e a imaginação


  • Asteróide Eros


  • Asteróide Volhorcem


  • Centaurus A


  • Constelação Aquarius


  • Constelação Leo


  • Constelação Ophiucus

  • Constelação Taurus

  • Constelações Telescopium e Microscopium


  • Halley, astrônomo real


  • Hypathia


  • M1 - Nebulosa Caranguejo


  • M104 - Nebulosa Sombreiro


  • Nebulosa Vela


  • Nuvens de Magalhães - Matérias das Estrelas


  • O mito das constelações


  • Phoenix


  • Vendo as estrelas


  • Biografia de HELGA SZMUK

     

    Biografia de BOB OSBORN

     

    Por algum tempo, Bob se despede.
    Mas ele volta!

     

     
  • Galáxias totalmente negras?


  • Mulheres da Astronomia

  • Mitos das constelações


  • Onde está o céu estrelado?


  • É primavera


  • O Sol


  • Saturno


  • O ano 2000


  • Meteoros


  • Júpiter, o planeta gigante


  • A copa do mundo


  • Mercúrio, mensageiro dos deuses


  • Vênus, a rainha do céu


  • Diana, a deusa da Lua


  • Face da Lua


  • Calendário lunar


  • A dança da Lua


  • Comunhão com o Universo


  • Astrônomos da calçada


  •  

    EVENTOS

  • Star Party Campinas/99


  • Texas Star Party/99


  • Texas Star Party/2000


  • Star Party Campinas/98


  •  


     


     



    Direção e Editoria
    IRENE SERRA
    irene@riototal.com.br