Helga Szmuk

Tudo é Astronomia



Meus amigos dizem: ela só pensa naquilo. Mas não tem outro jeito. Tudo depende da Astronomia. Ontem e hoje tive outra prova disso; ontem quis comprar sardinhas perto da praia, mas a menina que me atendeu falou "Sardinhas temos somente nos dias de lua cheia e vento sul". Tanta sabedoria! Quero saber se uma menina de uma grande cidade sabe disso. Confesso que eu também não sabia, mas os pescadores da ilha sabem.

Agora vem a outra surpresa: Tenho vizinhos novos, um casal na idade da minha neta. Eles sabem da minha paixão pelo mar e pelo céu e tudo que tem ligação com isto. Eles me levaram a pé andando pelas dunas para um lugar especial, uma pequena baía cheia de rochas. Aqui, um mergulhador amador descobriu alguns objetos estranhos no mar e logo viu que se tratava de um naufrágio acontecido há séculos. Ele recuperou mais objetos e, entre outros, um relógio solar - uma preciosidade!
As autoridades perceberam que se trata de um achado arqueológico subaquático muito importante. As estimativas são de que se trata de um naufrágio do começo do século 17.

Eu falei com o mergulhador, um rapaz jovem. Modesto. Que me mostrou cada pedra de lastro, cada vaso quebrado, com tanto orgulho e amor.

O que pode ter acontecido? Ninguém sabe, mas eu estava pensando a noite toda. Que sorte que achei novos amigos meus vizinhos que me convidaram para viver este momento. Por que afundou o navio? Certamente por falta de equipamento e, principalmente, por falta de conhecimento da longitude. Nesta época somente a latitude era possível de estabelecer com bastante precisão. Muitos navios afundaram por causa disso (leiam o artigo no riototal sobre o relógio que resolveu o problema da longitude). Também foi um amador que mudou tudo.

Aqui perto da minha casa, uma história de navegação de astronomia no fundo do mar que podia ter sido diferente se o progresso da astronomia tivesse sido mais rápido. Quantas coisas já mudaram nosso mundo! Mesopotâmia o centro do mundo, o Mediterrâneo também era o centro do mundo.
Moisés olhando o Nilo, viu os barcos chegando no horizonte aparecendo primeiro o mastro e somente depois o resto do barco, como se fosse saído de um buraco. Será que alem do horizonte tem mais alguma coisa? Gostaria muito de saber os pensamentos dele.
Muito mais tarde souberam que a Terra é redonda e foi considerada o centro do mundo por muito tempo. Até o Sol, o sistema heliocêntrico, foi adotado com centro do mundo.
Mas também a grande surpresa quando descobriram que nós estamos vivendo dentro de uma nuvem chamada via Láctea e isto seria o verdadeiro centro do mundo. Mas nada disso! Nós somos uma galáxia entre mais de vinte, formando um grupo que também não é o centro do mundo. O que mais vai ser descoberto? O que foi a coisa mais espetacular que nos fez mudar o pensamento? Não sei, mas somente na minha vida muita coisa mudou. TV, computador, descobrimento do planeta Plutão e planetas extraterrestres, o homem pisou na lua e o Voyager saiu do sistema solar. Mas ainda existem pessoas que falam dos tempos bons no passado! Como é possível? Olhando para os objetos, o relógio do sol em baixo da água do oceano Atlântico, a alguns metros da minha casa. E seu descobridor olhando com um olhar triste para os objetos!

O site do pequeno museu aquático esté em http://www.ongpas.org/home.htm .
 




Texto de Helga Szmuk,
astrônoma amadora

 

Outros temas de ASTRONOMIA





Editoria e coordenação
Irene Serra

Revista Rio Total