ERATÓSTENES

Matemático, historiador, geógrafo, filósofo, poeta. Além disso era diretor  da biblioteca de Alexandria.

Vendo que na cidade de SYENA (Assua) perto da primeira catarata do Nilo, no dia 21 de junho dia do solstício a sombra vai diminuindo até meio dia quando desaparece totalmente, sendo observado somente o reflexo do sol dentro do poço.
Mas em Alexandria,  onde ele estava, este fenômeno não acontecia. Ele media a distância entre Alexandria e Syena  através de passadas humanas de mensageiros que ele enviou para lá.

Ele chegou à seguinte conclusão:
A distância entre esses pontos era de 800 km. Usando duas estacas de madeira, uma no poço em Syena  e outra em Alexandria verificou que a inclinação do ângulo  da sombra entre as estacas era 1/50 de 360graus = 7 graus =800km vezes 50 = 40.000km. Isto é, com um erro de poucos metros, a circunferência da Terra.

Usando nada além de dois pedaços de pau. Simplicidade! Usando a cabeça e a imaginação, não acreditando no que parecia óbvio, que a Terra  é plana, desafiando todos ele mudou o mundo.

Isso deu um grande impulso na navegação da época. Mas os barcos eram muito fracos e ainda não se estabelecia  a longitude, ninguém conseguira circum-navegar a Terra. Somente no início  do século 16 Fernando de Magalhães descobriu este caminho.



Revista Rio Total

Editoração e Coordenação:
IRENE VIEIRA MACHADO SERRA
irene@riototal.com.br