PTOLOMEU

Ptolomeu nasceu na cidade de Ptolomais, à beira do rio Nilo, 200 anos DC. Ele foi o último astrólogo. Não era parente dos reis do Egito com o mesmo nome.
Ele defendeu o mundo geocêntrico (a Terra como centro) que foi assim considerada por 1500 anos!   

Isso mostra que muitas cabeças inteligentes podem ficar completamente erradas por séculos. Todos eles acreditaram que os planetas giram em círculos perfeitos ao redor da Terra.

Os astrólogos de hoje não sabem sobre precessão dos equinócios (o eixo da Terra gira num círculo de 360º durante 23000 anos) mas Ptolomeu sabia. Eles não sabiam nada sobre galáxias, pulsares, aglomerações, buracos negros, etc. Tudo isso foi descoberto depois, mas Ptolomeu era um observador e não um astrólogo de cadeira.
Ele deu nomes às estrelas, fez uma lista delas, previu  os eclipses - mas com pequeno erro, que ele simplesmente falsificou depois (o que nos é muito familiar).

Ele acreditava que a Terra é o centro do mundo e os planetas giram ao redor dela. A distância dos planetas à Terra  não poderia ser muito grande, senão  a velocidade desse círculo que gira  precisaria ser enorme para planetas  aparecerem e desaparecerem a cada 24 horas.
Nessa época já se sabia a distância do sol e da lua através da paralaxe. Então o único jeito era diminuir o  raio do círculo! Simples!

1500 anos depois, Johannes Kepler escreveu: Deus fornece para cada espécie seu meio de  sobrevivência, para os astrônomos ele forneceu a astrologia.

No tempo de Homero o mundo terminava no Mediterrâneo. Ptolomeu e Eratóstenes estenderam-no muito, mas sempre NÓS fomos o centro do universo.
Depois de muito tempo, Copérnico estabeleceu o  mundo Heliocêntrico, mais tarde a nossa galáxia é que foi considerada como o centro. Hoje sabemos que não tem centro nenhum.
Cada vez que nosso conhecimento aumenta, nós  nos tornamos mais conscientes da nossa quase insignificância.

Ptolomeu, mesmo errando em muitas coisas, contribuiu muito para incentivar  os que vieram depois dele, que também erraram, mas também serviram  de degrau  para se ficar mais e mais perto da verdade.

Helga Szmuk


Revista Rio Total

Editoração e Coordenação:
IRENE VIEIRA MACHADO SERRA
irene@riototal.com.br