Ano 11 - Semana 594
 

Cerveja e seu guru
Cerveja - origem
 




 

 

   15 de agosto, 2008
---

Cerveja
Tipos variam conforme área de produção



Pilsen, Larger, Stout, Bock. Quem não domina um pouco da gramática dos cervejeiros pode não saber diferenciar quais os tipos de cerveja que existem e o que as distingue. A diversidade de terminações dada à bebida é escolhida conforme os locais onde ela é fabricada. O nome Pilsen ou Pilsener, por exemplo, vem de uma cidade da República Tcheca de mesmo nome.

De modo geral, a cerveja é dividida em dois grupos: as do tipo Larger e as do tipo Ale. As cervejas Pilsen, as mais consumidas no Brasil, e as Bock pertencem ao grupo das Larger. A Bock é um produto originário da cidade de Einbeck, na Alemanha. Esta cerveja, de cor escura e aroma forte, é produzida tradicionalmente no inverno, para ser consumida na primavera.

As Porter e as Stout, são do tipo Ale. Mas seu processo de fabricação é o mesmo das Larger. "A fabricação de qualquer tipo de cerveja é igual, em qualquer lugar do mundo. O que caracteriza cada uma delas é a adição de uma determinada substância ou o tempo que ela vai levar para fermentar", diz o cervejeiro Eduardo Lima.

Na Europa, costuma-se usar a cevada como grão básico para a produção da bebida. O resultado é uma cerveja de paladar rico, maltado e com uma textura relativamente pesada. A Faro e Lambic, que são produzidas na Bélgica, possuem sabor um pouco mais ácido. Isto porque, durante o processo de fermentação, são utilizadas leveduras selvagens, provenientes da atmosfera.

Na Rússia, por sua vez, é comum fabricar as chamadas Kvass, uma cerveja feita de pão de centeio fermentado.


Fonte: Jornal do Commercio
 




Direção e Editoria
Irene Serra