Ano 14 - Semana 738





Esperamos por você!

       27 de maio, 2011
---

Chardonnay



É a cepa branca mais apreciada no pequeno grupo das uvas clássicas. Na Califórnia, ela evoca um estilo desde o boom vinícola verificado nos anos 1970 e 1980.

Nos quatro cantos do mundo, vinicultores tentaram recriar, pelo menos parcialmente, o êxito que ela encontra em suas terras preferidas, na Borgonha e em Champagne. Essas tentativas mostraram que se trata de um tipo de cepa muito adaptável, que pode produzir vinhos variados em toda uma gama de locais. Fácil de cultivar, suporta todo tipo de clima, dos frios champanheses aos calores australianos.

A Chardonnay pode apresentar aromas potentes: nas regiões mais quentes, os aromas de brioche, de manteiga fresca, de avelã e de pão tostado dos Chardonnays da Borgonha darão lugar a aromas de frutos cítricos, de abacaxi e de frutas exóticas.

Os maiores vinhos de Chardonnay, como os Borgonhas brancos, envelhecem bem. Outros, sobretudo aqueles que não foram envelhecidos na madeira, são feitos para ser bebidos logo. No caso da Chardonnay, tudo depende da estratégia do vinicultor.
 

(continua)
 

Textos baseados na enciclopédia “Larousse do Vinho”.

 




Direção e Editoria - Irene Serra