Ano 12 - Semana 650




Várias receitas com pipoca.

 





 

 

    19 de setembro, 2009
---

Pipoca

pipoca

Não se sabe ao certo onde surgiu a pipoca, mas há indícios de que no Antigo Egito, na Antiga China e na Civilização Inca já se comia pipoca.

Na costa leste do Peru foram encontrados, por arqueólogos, grãos de pipoca com mais de mil anos e que estavam tão bem conservados que ainda podem ser estourados!

Os povos indígenas provenientes do que hoje é conhecido como América também cultivavam a pipoca.

Foram encontrados no México vestígios de um funeral realizado aproximadamente 300 anos AC por uma antiga civilização, onde era cultuado um deus que usava adornos com pipocas na cabeça.

Grãos de pipoca podem estourar sozinhos na areia do deserto.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos enviavam açúcar para suas tropas em quantidade insuficiente para a produção de doces. Isso os levou a fazer pipoca três vezes mais do que o normal!

A pipoca tornou-se popular durante os anos 50 com o surgimento da televisão, pois pela primeira vez as pessoas compravam pipoca para comer em casa, coisa que só era feita nos cinemas e teatros.

A venda de pipocas para microondas ultrapassam 240 milhões de dólares por ano.

No microondas a pipoca leva 3 minutos para estourar totalmente.

A pipoca queimada no microondas tem cheiro pior do que a queimada no fogão.

O lugar onde mais se come pipoca nos Estados Unidos é em Dallas.

Aproximadamente 48% das pessoas que vão ao cinema compram pipoca. Desses, 80% compram Coca-Cola, 15% guaraná e 5% outras bebidas.

Dentro de cada grão de pipoca existe uma pequena quantidade de água, cercada por uma pequena camada macia. Quando você aquece o grão de pipoca, essa água começa a se expandir tornando a pressão tão intensa que o grão explode e a camada macia, que é a parte branca da pipoca, aparece.

Pipoca é milho, que contém fibras solúveis e carboidratos complexos. Moderando o sal (cuidado com a pressão!) e evitando a gordura ou manteiga, pode-se comê-la normalmente, mesmo estando de dieta.

pipoca

Receitas

  Pipoca salgada com raspas de limão:
Junto com o óleo da pipoca, coloque as raspas da casca de 1 limão.
Isso vai fazer com que a sua pipoca fique com aroma e gosto de limão!

 

  Pipoca doce:
pipoca doce
Ingredientes:
- ½ xícara (chá) de água
- ½ xícara (chá) de açúcar
- ½ xícara (chá) de óleo
- 1 xícara (chá) de milho para pipoca.

Modo de preparar:
Misture os três primeiros ingredientes e coloque no fogo.
Acrescente as pipocas e mexa. Quando começarem a estourar, abaixe o fogo até acabar todo o pipocar.

 

  Pipoca doce carioca:
pipoca carioca
Ingredientes:
- 1 xícara de milho de pipoca
- 2 colheres (de sopa) de óleo vegetal
- 2 colheres (de sopa) de açúcar refinado
- 1 colher (de chá) de chocolate em pó (ou achocolatado)


Modo de preparar:
Em vasilha à parte, misture o açúcar com o chocolate em pó.
Coloque o óleo em uma panela e espere esquentar. Coloque o milho e mexa. Logo que a primeira pipoca estourar, despeje a mistura de açúcar com chocolate e continue misturando até que todo o milho pipoque.

Caso goste, coloque uma pitada de canela sobre as pipocas.
 

  Pipoca doce com corante:
pipoca vermelha
Ingredientes:
-
1 xícara (chá) de milho para pipoca
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 10 colheres (sopa) de açúcar
- 2 colheres (sopa) de corante vermelho em pó

Modo de preparar:
Coloque a manteiga, o açúcar e o corante numa pipoqueira, ou numa panela grande, e leve ao fogo médio, mexendo sempre, por 4 minutos.
Em seguida, acrescente o milho e continue mexendo.
Quando começar a estourar, tampe a panela.
Desligue o fogo quando o intervalo entre os "estouros" for superior a 4 segundos.
Sirva imediatamente.
 

 




Direção e Editoria
Irene Serra