Ano 12 - Semana 654
 





 

 

  17 de outubro, 2009
---

Alimente-se bem para o Vestibular
 



O vestibular, assim como as maratonas esportivas, exige um preparo exaustivo no período das provas. Além de toda a complexidade do processo, o vestibulando atinge o nível máximo de estresse causado pelas dúvidas e incertezas do momento. Por isso, é importante manter a saúde em dia para evitar problemas no dia da prova. “O corpo sofre com os fatores psicológicos como medo, ansiedade e, até, euforia. Esses fatores interferem no apetite do estudante, diminuindo a vontade de se alimentar corretamente e aumentando a falsa necessidade de ingerir determinados alimentos como chocolates. Tudo isso causa uma desordem no sistema imunológico aumentando a possibilidade do surgimento de resfriados, mal-estar, dores de cabeça, vômitos e diarréia”, alerta a nutricionista do Hospital Samaritano de São Paulo, Weruska Barrios.

Segundo a nutricionista, a alimentação equilibrada também está diretamente associada ao funcionamento cardiorrespiratório, que contribui para uma melhor oxigenação cerebral e, conseqüentemente, um melhor desempenho da memória. Nos dias que antecedem as provas, é importante escolher alimentos saudáveis - que possam repor as energias, vitaminas e minerais – e respeitar os horários das refeições, evitando jejum prolongado.

Veja abaixo as dicas preparadas pela nutricionista Weruska Barrios para obter um melhor funcionamento do organismo e aumentar as chances de sucesso nas provas.


Durante os estudos

Mantenha uma dieta equilibrada, consumindo alimentos dos grupos alimentares (carboidratos, frutas e legumes, proteínas e gorduras). Veja a pirâmide.

Beba água. Beber água equilibra a hidratação do corpo e evita crises de gastrite, muito comuns nesta fase. Beba de 8 a 10 copos/dia.

Não fique muito tempo em jejum. Faça um lanchinho entre as refeições principais. O ideal é comer uma fruta ou barra de cereais.


No dia da prova

Dê preferência por alimentos leves e de fácil digestão.

No café da manhã procure escolher alimentos fontes de carboidratos (cereais matinais, granola ou pão integral), proteína (leites, iogurtes, queijos ou peito de peru) e vitaminas e minerais (salada ou suco de frutas).

No meio da manhã, tome um copo de suco de frutas. Os sucos com cenoura ou beterraba são ainda melhores, pois os micronutrientes, como vitaminas e minerais, estarão em maior quantidade.

Se possível, almoce antes de ir para a prova, prefira uma refeição leve com baixo teor de gorduras. Sugestão de prato: 4 colheres de sopa de arroz, 1 filé de peixe grelhado, legumes refogados, salada de alface com tomate, 1 copo de suco de fruta natural e uma sobremesa como gelatina ou 1 banana ao forno com canela.


Na hora “H”

Leve água. Normalmente a prova tem longa duração e o período pode se estender ainda mais com o nervosismo e a pressão do tempo. Durante a prova, é muito importante manter a hidratação equilibrada.

Leve uma barra de cereal, uma fruta ou, até, uma barra de chocolate meio amargo. Com certeza esses alimentos irão compensar uma eventual “queda de energia”, comum nos momentos de estresse.

Evite levar alimentos industrializados como salgadinhos, que têm alto teor de sódio e aumenta ainda mais a sede. Além disso, poderá causar um barulho indesejável com as embalagens.


Outras dicas para se dar bem

Evite bebidas alcoólicas, principalmente, na véspera da prova;

Não pule refeições, coma a cada 3 horas;

Evite comer fora de casa nos dias que antecedem a prova;

Não exagere no café e nas bebidas energéticas (ricos em cafeína);

Ingira cereais integrais, que são ricos em vitaminas do complexo B e auxiliam o funcionamento cerebral.

Não deixe de fazer nenhuma das refeições. Quando se fica muito tempo sem comer, os níveis de açúcar no sangue baixam, podendo causar sonolência, tonturas, suor frio e, até mesmo, desmaios.

Evite preparações gordurosas como feijoada e bife à parmegiana, pois esses alimentos têm a digestão mais lenta e exigem do organismo um gasto de energia muito alto.

O momento da refeição deve ser prazeroso. Faça as refeições na mesa ou em local apropriado, mastigue devagar e transfira toda sua atenção para o alimento.

Pratique alguma atividade física. Os exercícios melhoram a disposição e diminuem o estresse.
 

 




Direção e Editoria
Irene Serra