Ano 11 - Semana 541

 



 

        11 de agosto, 2007
---

"Cheirinho de Soja"
consumidores devem manter-se atentos

Os alimentos funcionais estão cada dia mais presentes na mesa dos brasileiros.
Com uma gama de produtos variada, os consumidores devem manter-se alertas
para as informações contidas nas embalagens


SojaCom a disseminação de informações acerca dos benefícios da soja como alimento funcional, isto é, além de nutritiva oferece benefícios à saúde humana, diversos produtos e marcas surgem no mercado para ganhar o gosto e a confiança dos consumidores. Mas é por conta desse "boom" de opções que se faz necessário redobrar a atenção quanto às embalagens e saber o que realmente se está ingerindo e em quais proporções, pois existem muitos produtos, hoje no mercado, que não possuem as quantidades de proteínas necessárias para usufruir os reais benefícios da soja à saúde humana.

"São estes os famosos produtos com 'cheirinho de soja' que a população consome, ou seja, alimentos com baixo teor da proteína de soja que, no final, não oferecem os benefícios desejados a quem os consumir", afirma Ângela Ma, engenheira química.

De fato, inúmeros estudos demonstram que o consumo de produtos derivados do grão está freqüentemente associado à redução dos riscos de muitas doenças como câncer de mama e de próstata, devido ao efeito anticarcinogênico que inibe a proliferação das células neoplásicas. Também é um forte aliado no combate às doenças cardiovasculares, pois reduz a taxa do mau colesterol (LDL), já que as gorduras predominantes no grão são as poliinsaturadas e as monossaturadas, que não provocam obstrução de artérias. E, por fim, atua contra a osteoporose, pois os fitoestrógenos, substâncias químicas presentes na soja que se assemelham ao hormônio feminino, podem aliviar sintomas decorrentes da falta de hormônios na menopausa e retardar a osteoporose.

"Tem sido muito comum ouvir pessoas afirmarem que estão fazendo tratamento para doenças do climatério, por exemplo, terapia de reposição hormonal, inserindo a soja na alimentação, mas dependendo da quantidade apresentada no produto, não obterá o resultado esperado", explica a especialista.

Sendo assim, para quem realmente deseja saúde, vai uma dica: é aconselhável ingerir extrato de soja, tomar puro ou bater com uma fruta. Cerca de 50 a 60g de soja integral em forma de grão, o que equivale a uma xícara de chá, pode ser consumida na forma de salada, ou na forma de farinha torrada que equivale a três colheres de sopa e podem ser usadas na vitamina.

 

 




Direção e Editoria - Irene Serra