Ano 11 - Semana 756

 

Você conhece
Leite sem lactose?
 




 

 

    07 de outubro, 2011
---

Leite

O que de fato é mito e verdade quando o assunto é leite?


Saboroso e saudável: assim é o leite. Fonte de vitaminas, proteínas e minerais (fonte de cálcio), é um alimento essencial em todas as fases da vida. É por isso que o Ministério da Saúde, a OMS (Organização Mundial da Saúde) e outras organizações internacionais recomendam três porções diárias de leite ou derivados como iogurte, queijo ou bebidas à base de leite.

Mas, de fato, o que é mito e o que é verdade quando o assunto é o consumo do leite? Helena Camargo, Engenheira de Alimentos e Supervisora de P&D da Piracanjuba – marca do segmento lácteo brasileiro – esclarece as principais dúvidas que as pessoas têm sobre o produto. Confira:


Leite e derivados são essenciais para a dieta humana?

Verdade. O leite é considerado um alimento completo, por ser fonte de diferentes nutrientes essenciais à saúde e se destaca pela interação e boa biodisponibilidade de seus nutrientes:

- proteínas: essenciais para formação de células musculares, o sistema imunológico e alguns hormônios.

- minerais: fósforo e zinco – participam de diversas funções como sistema imunológico.

- cálcio: é considerado a maior fonte alimentar deste mineral, responsável pela saúde óssea e na prevenção da osteoporose.

Além disso, estudos recentes têm mostrado uma nova faceta do leite na saúde: prevenção da obesidade, doenças no coração, diabetes, síndrome metabólica e ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue.


Leite e derivados ajudam na manutenção do peso?

Verdade. Há algum tempo vem se discutindo a importância da ingestão de leite e seus derivados para uma dieta saudável e nutritiva. Segundo o recente estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition, pela pesquisadora Marta Van Loan, PhD. da Universidade da Califórnia (EUA), o consumo da bebida pode ajudar também no processo de perda de peso e, com isso, prevenir problemas como a obesidade. O estudo mostra que populações de diferentes faixas etárias que consomem leite são mais magras e tem menos tendência a serem obesas. O artigo sugere que essa relação pode ser atribuída ao cálcio presente no leite que pode estimular a redução de gordura no organismo.


Leite ajuda na redução da pressão arterial?

Verdade. Evidências epidemiológicas mostram que o consumo de leite e produtos lácteos é relacionado como um fator inversamente proporcional à pressão sanguínea e ao risco de hipertensão. Isso se deve aos minerais presentes no leite: o cálcio, potássio e ao magnésio.


Para ser intolerante à lactose é preciso ter um diagnóstico clínico?

Verdade. Segundo o Consenso do Ministério da Saúde Americano sobre Intolerância à Lactose e Saúde (NIH State-of-the-Science Conference Statement on Lactose Intolerance and Health) a maioria dos indivíduos que pensam ser intolerantes à lactose não possuem um diagnóstico clínico. Isso porque associam desconfortos gástricos com o consumo de leite e este acaba sendo o primeiro alimento a ser restringindo. Os indivíduos intolerantes apresentam sintomas como diarréia, dor abdominal, flatulência e inchaço, que ocorrem após a ingestão de lactose. Para ter o diagnóstico clínico é importante consultar um médico especialista.


Quem consome esse alimento com achocolatado dificulta a absorção dos nutrientes do leite?

Verdade. Porém, não são todos os nutrientes. Alguns estudos mostram que o consumo de leite com alimentos ricos em oxalato, um componente presente no chocolate, pode interferir na absorção do cálcio.


Leite influencia na dentição?

Verdade. Para uma boa saúde dentária é importante, além dos cuidados relacionados à higiene, uma alimentação cuidadosa, que ajuda a formação dentária, protege os dentes de cáries e mantém a gengiva saudável. O leite é importante, pois o cálcio é o principal mineral envolvido na formação e manutenção de dentes saudáveis.


O leite ajuda a prevenir à diabetes?

Verdade. O diabetes é uma doença provocada pela deficiência de produção e/ou de ação do hormônio insulina, que leva a importantes complicações na saúde. Entre as diferentes formas de tratamento nutricional para esta doença, estudos recentes mostram que o leite pode ser um importante coadjuvante no tratamento e prevenção deste problema. Este efeito se daria a partir do alto teor de aminoácidos das proteínas do soro do leite, as quais afetam os processos metabólicos do organismo, favorecendo o controle da glicemia e a ação da insulina e, dessa forma, atuaria positivamente do controle das taxas de açúcar no sangue.


Leite ajuda a combater a osteoporose?


Verdade. A osteoporose é definida como uma doença esquelética caracterizada por baixa massa óssea e deterioração do tecido ósseo com conseqüente aumento na fragilidade dos ossos e susceptibilidade a fraturas. O cálcio presente no leite é responsável pela mineralização óssea em todas as idades. E por isso deve ser consumido em todas as idades para a prevenção da osteoporose.


Leite ajuda na prevenção do câncer? Que tipos?

Verdade. Diversos estudos apontam que o leite e seus nutrientes como o cálcio, a vitamina D, a lactoferrina (uma proteína) e as proteínas de soro de leite em geral apresentam efeitos positivos sobre a redução de câncer, principalmente o de cólon.


É verdade que não se pode tomar leite com manga?

Mito. Não há nenhuma comprovação científica que a combinação de leite com manga traga algum malefício ou cause mal estar para quem consome.


É verdade que crianças com menos de um ano devem evitar tomar leite de vaca? Por quê?

Verdade. Existe consenso entra as organizações nacionais e internacionais de que a prática do aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida fornece todos os nutrientes necessários para o bebê e ainda impede a instalação de deficiência de ferro e de anemia ferropriva. Na impossibilidade de o bebê receber leite materno, recomenda-se as fórmulas infantis, as quais se constituem de leite de vaca modificado para atender as necessidades especiais do lactente.


É verdade que os asmáticos não podem beber leite? Por quê?

Mito. Essa crença surgiu pela hipótese de que o leite aumente a produção do muco. Esta possibilidade pode ser explicada pelo fato de que a ingestão de uma emulsão como o leite é capaz de formas “flocos” de suas gotículas após mistura com a saliva. Esta agregação afeta a palatabilidade e outros aspectos sensoriais, podendo confundir com o muco.


Leite ajuda no combate da anemia?

Mito. A principal causa da anemia é a deficiência de ferro. O leite não é um alimento fonte de ferro naturalmente. O que encontra-se atualmente no mercado são leites enriquecidos com ferro.


É verdade que leite hidrata?

Verdade. O leite é composto por 90% de água na sua composição.


Leite é bom para doenças do estômago, como gastrite?

Mito. Não existem comprovações de que a ingestão de leite ou que algum componente presente no leite melhore os sintomas da gastrite.


Leite tem influência no sono?

Verdade. A justificativa para isso é que o leite possui um aminoácido chamado triptofano, que aumenta a quantidade de serotonina no cérebro, um neurotransmissor bastante importante no processo do desencadeamento do sono.


É verdade que o leite semi-desnatado é o melhor para a saúde?

Verdade. O leite semi-desnatado possui grandes benefícios à saúde, pois contêm a mesma quantidade de proteínas e cálcio se comparado aos outros tipos de leite (integral e desnatado), com menor quantidade de gorduras. A gordura presente deixa o leite mais saboroso e com uma textura mais agradável. E além disso, é de boa qualidade e importante para vários processos do organismo, como transporte de vitaminas lipossolúveis e formação de hormônios, por exemplo.

O leite longa vida por passar por tratamento térmico submetido à alta temperatura sofre perdas nutricionais?

Mito. Este fato já foi bastante estudado pela literatura científica e agências de saúde nacionais e internacionais, que demonstram que não existe prejuízo nutricional significativo em função do tratamento térmico aplicado ao leite UHT. O leite continua mantendo as suas propriedades nutricionais como proteínas, vitaminas e minerais como o cálcio.

A ingestão de leite causa pedras nos rins?

Mito. Indivíduos que já possuem pedras nos rins devem procurar médicos e nutricionistas para melhor orientá-los em relação à restrição ou não de certos alimentos.


É vantagem (ou correto) para o ser humano consumir leite mesmo depois de adulto, levando em consideração que ele é o único animal que faz isso?

Verdade. O consumo de leite é recomendado em todas as fases da vida. Isso porque é a maior fonte alimentar de cálcio. A ingestão adequada de leite nessa fase, cuja recomendação é de três copos por dia, pode ser benéfica sob vários aspectos, incluindo a consolidação da formação da massa óssea para adultos jovens e desaceleração da perda de massa óssea para terceira idade, além da prevenção a osteoporose entre outros.


 



Direção e Editoria
Irene Serra