Ano 9 - Semana 487
 

Uma comida de inverno, enviada pelo arquiamigo Roberto Machado.

Vamos às suas ponde-rações:
"Este cardápio, na minha opinião, deveria fazer par-te das comidas típicas em festas juninas, ou mesmo para um bom prato nas noites de inverno, em casa ou com os amigos. É saboroso, nutritivo, prático e econômico. Já conhecia a polenta feita com angu e carne moída. A minha irmã, Vivita, por exemplo, é perita. No ponto de cortar, frita, como acom-panhamento de churrasco, como tanto aprecia o paulistano. Mas foi na barraca do Chefe Túlio, aqui em BH, no Arraial de Belô que me deliciei com esta modalidade.
 





 

 

    29 de julho, 2006
---

Polenta de Angu Mole

polenta de angu mole
Ingredientes:
-
fubá
- carne
- queijo Mussarela


Modo de preparar:
1 – O Angu:
Prepare-o (sem sal) com a consistência de mingau, pastoso, tendo-se em conta que será saboreado com colher.
Dica: O fubá de moinho, não industrializado, encontrado em casas de produtos naturais, é melhor. Dê preferência para o de grão fino.
(Hoje em dia encontramos deste fubá em muitas mercearias).

2 – A Carne: Prepare carne cozida, de panela, cortando-a em pedaços antes de cozinhar.
Dica: Capriche para que dê um caldo generoso e tenha em conta que há carnes que são mais próprias para serem cozidas. Exemplo: paleta, acém, garrão, músculo. Estas carnes, mais firmes, levarão mais tempo para serem cozidas, portanto, darão mais caldo, além de absorverem melhor o tempero.

3 – O Queijo: Rale a mussarela.
Dica: Não use mussarela vendida em supermercado, em pedaços ou barras, sem etiqueta do fabricante. Muito simples: se você não conhece a procedência ou a marca do produto, não provou, corre o risco de ser de má qualidade, além de estar salgada em excesso, o que é grave.

A quantidade dos ingredientes, varia, é claro, com a quantidade que se deseja fazer.

Pique cebolinha em folha. Sirva em cumbuquinhas ou vasilhas como as usadas para caldos de inverno.
Por ordem: primeiro o queijo ralado; em seguida o angu mole, bem quente e, por último o caldo com carne cozida. Espalhe por cima o cheiro verde.


PS – Amasse junto uma pimentinha. Que tal uma pinguinha, hem? Depois me conte!

Êta vida boa, gente, esta que Deus nos deu. Tem mais é que agradecer!
 


Roberto Vieira Machado, dentista e fotógrafo amador, mora em Belo Horizonte.
Aprecie sua arte fotográfica em  www.olhares.com/rvmachad.

 

 





Direção e Editoria - Irene Serra