Ano 15 - Semana 783


 

Os doces conventuais sur- gem e/ou são aprimora-dos no século XVI devido à grande oferta de açúcar, especiarias e gemas que seriam desperdiçadas, já que as claras eram usa-das para engomar roupas.
Os mosteiros e conventos muitas vezes serviam co-mo hospedarias para fa-mílias nobres e reais e es-tes comensais deveriam ser servidos com o que houvesse de mais caro, nobre e requintado.
Aí surgem o açúcar e os ovos na gastronomia: o açúcar como um produto importado,  quase restrito às elites; e as gemas, pois nos conventos havia grande  disponibilidade de ovos e não dependiam de les para saciar a fome.
Pudim de leite, pão-de-ló, arroz doce, barriga-de-freira, ambrosia, suspiros, ovos nevados (farófias) e cornucópias, são exem-plos, entre tantos, de doces conventuais.




 

      20 de abril, 2012
---

 

Ovos Nevados com Damasco
 


ovos nevados com damasco, riototal
Ingredientes:
- 4 claras
- 12 colheres (sopa) de açúcar
- 1 lata de leite condensado
- ½ xícara de damascos secos muito bem picados
- 1 litro de leite
- 3 gemas
- 1 colher (sopa) de maisena
- noz-moscada a gosto


Modo de preparar:
Na batedeira, bata as claras em neve bem firmes. Quando estiver formando picos duros, acrescente o açúcar aos poucos, sem parar de bater.
Numa panela grande (e alta) coloque o leite e o leite condensado. Leve ao fogo até levantar fervura. Baixe o fogo. Com a ajuda de duas colheres, pegue bolas de suspiro e vá colocando-as aos poucos dentro do leite quente, cozinhando-as por alguns minutos até que fiquem firmes. Retire com uma escumadeira e reserve.
Quando tiver terminado de cozinhar o suspiro, apague o fogo e aguarde que o leite restante amorne.
Numa xícara, dissolva a maisena com um pouco de leite frio, acrescente as gemas e misture bem. Coloque essa mistura no leite e volte ao fogo, mexendo sem parar.
Quando a mistura recomeçar a ferver, acrescente os damascos e continue mexendo até engrossar.

Monte a sobremesa em uma travessa, colocando uma parte do creme, depois alguns ovos nevados, depois outra parte do creme e assim por diante.
Finalize salpicando tirinhas de damasco ou raspas de chocolate meio amargo.

 

 




Direção e Editoria - Irene Serra