Ano 21 - Semana 1.071

 

  

 



01 de abril, 2018

22 filmes brasileiros no
Festival internacional de Friburgo, Suíça



Rui Martins


O Brasil foi o maior convidado deste ano, no Festival Internacional de Cinema de Friburgo, na Suíça. Dos 113 filmes que foram exibidos nestes oito dias, 22 filmes, entre curtas e longas-metragens, são brasileiros.

A relação de Friburgo com o Brasil é antiga, pois foram suíços os fundadores da cidade de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Essa proximidade já existia, em termos de cinema, desde a criação do Festival de Friburgo, em 1986, onde há sempre a presença de diretores, atores e filmes brasileiros.

A comemoração do bi-centenário da fundação de Nova Friburgo inspirou a realização de um documentário contando a criação dessa cidade brasileira, hoje com 200 mil habitantes, por imigrantes suíços de Friburgo. O documentário foi feito pelos alunos do departamento de cinema da ECAL, Escola Cantonal de Arte de Lausanne, orientados pela cineasta suíça Marie-Eve Hildbrand.

Outro documentário sobre Nova Friburgo, teve como realizadores o brasileiro Bebeto Abrantes e o suíço Jean-Jacques Fontaine.

Desse mesmo bloco, fizeram parte uma série de curtas-metragens de uma dezena de jovens realizadores brasileiros e suíços.

Competição Internacional

O filme Unicórnio, de Eduardo Nunes, fez parte dos filmes selecionados e em exibição dentro do Festival Internacional de Cinema de Friburgo, na Suíça.


Na competição internacional dos curtas-metragens estavam La Flaca, de Thiago Zanato e Adriana Barbosa; e Tanto Faz, de Bernardo Botkay.

Houve destaque para os filmes brasileiros Arábia, de João Dumans e Affonso Uchoa; Boi Neon, de Gabriel Mascaro; e Vazante, de Daniela Thomas.

O Festival exibiu ainda uma seleção de filmes brasileiros de animação para crianças:
Um Lugar Comum, de Jonas de Faria Brandão; Controle Remoto, de Bruno Bask; Paleolito, de Ismael Lito e Gabriel Calegario; Super Plunf, de Camila Kauling Rumpf e Henrique Luiz Pereira; Caminho dos Gigantes, de Alois di Leo; e Brinquedo Novo, de Rogerio Boechat.

Festival de exploração do mundo emergente, Friburgo teve um programa especial este ano para o cinema da Mongólia.

O cineasta Ken Loach foi o convidado especial do Festival.


Rui Martins, do Festival Internacional de Cinema de Friburgo, na Suíça.

.

 

 


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br