VARIEDADES



A POLÔNIA DEVE DEVOLVER
BILHÕES AOS JUDEUS

         
O WJRO (Organização Judaica Mundial para Restituições) e a comunidade judaica polonesa assinaram um acordo com o governo polonês para a restituição de cerca de US$ 3 bilhões de propriedades que pertenciam a judeus e que foram roubadas pelos nazistas.

O acordo se refere a prédios e terrenos seqüestrados pelos nazistas, depois encampados pelo governo polonês após a segunda guerra mundial.

As propriedades serão divididas em três partes: um terço para a WJRO, um terço para a colônia judaica polonesa e a última parte para organizações judaicas a serem selecionadas pela WJRO e a comunidade judaica polonesa. Uma fonte israelense acha que eventualmente uma parte irá para o governo israelense.

Nesse meio tempo outros dois acordos foram assinados com a Romênia e a Hungria. O governo romeno deverá devolver 11 prédios avaliados em US$ 2,5 milhões para o WJRO e a comunidade local.

A Hungria fez um acordo com a comunidade judaica local, no sentido de reembolsar o valor de 153 prédios, atualmente usados pelo governo húngaro, militares, clínicas médicas e casas de velhos em forma de pagamento anual de US$ 3 milhões. Não foi ainda decidido o tempo limite deste pagamento.

Uma fonte envolvida nessas negociações afirma que o motivo para um acordo tão rápido com esses três países é devido ao fato deles temerem que as organizações judaicas possam interferir na entrada deles na OTAN. As negociações com os governos búlgaros e eslovacos continuam sem soluções imediatas.

A WJRO teve a sua reunião anual em Jerusalém para discutir o que fazer com os US$ 1,26 bilhões devidos através do acordo assinado com os bancos suíços três meses atrás. Estas organizações, como também o WJC (O Congresso Judaico Mundial) e a Agência Judaica deverão seguir critérios que serão aprovados pela corte federal de Nova Iorque.

Ficou estabelecido que 20% do dinheiro irá para a educação e os memoriais, uma parte do dinheiro irá para o Yad Vashem, o museu do Holocausto em Washington, o Lohamei Hagetaot (o centro de pesquisa do Holocausto) e a Agência Judaica.


Fonte: The Canadian Jewish/1998
Enviado por Leon M. Mayer
presidente da Loja Albert Einstein da B'nai B'rith do RJ

 

Editoração e Coordenação:
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br

Revista Rio Total