Ano 9 - Semana 476


 

 

13 de maio, 2006
---

Rabino Kalman Packouz
 

O  que  é  Lág  BaÓmer  e  Como  o  Celebramos?
    

De acordo com a cosmologia Judaica, o dia começa ao cair da noite. Por isso é que todas nossas festividades começam à noite, depois que as estrelas aparecem. 

Lág BaÓmer é o 33º dia do Ómer, o período entre Pessach e Shavuót. Neste dia, a praga que estava matando os discípulos de Rabi Akiva cessou. Também é o dia do aniversário de falecimento de Rabi Shímon Bar Yochái, o autor do Zôhar, o livro básico da Cabala, o misticismo Judaico. A tradição nos transmite que no dia de seu falecimento, o dia estava repleto de uma forte luz, da alegria sem-fim pela sabedoria secreta que ele revelou a seus alunos no Zôhar.

Em Israel, acendem-se enormes fogueiras por todo o país. Desde Pessach, as crianças costumam juntar gravetos e panos velhos para construir piras de 5 a 10 metros de altura. Ao escurecer, as piras são acesas e o céu se enche de chamas e fumaça.

As fogueiras simbolizam tanto a luz da sabedoria de Rabi Shímon Bar Yochái trazida ao mundo, como a vela de “yórtzait” pela memória de seu falecimento. Cortes de cabelo e casamentos costumam ser feitos nesta data e há muitas festividades, acompanhadas de música, danças e canções.
 

         Por quê do nome Lág BaÓmer? 
 

Toda letra hebraica tem um valor numérico. O álef  é igual a 1, o bêt  igual a 2 e assim por diante. As duas letras hebraicas lámed (30) e guímel (3) somam 33. Portanto, Lág BaÓmer significa o 33º dia do Ómer. A palavra Ómer  significa “feixe” ou “ramos” e refere-se à oferenda de feixes de cevada trazida ao Templo Sagrado no segundo dia de Pessach, marcando a colheita da safra de cevada. Deste dia até Shavuót (o aniversário da outorga da Torá, também conhecida como Festa da Colheita) é uma época  chamada de Período do Ómer. É um período de reflexão sobre como encaramos e tratamos nosso semelhante e sobre as tragédias que nos aconteceram pelo ódio infundado (ou auto-justificado) entre nossos irmãos Judeus.


Traduzido por Gerson Farberas, com permissão do autor.


Seu artigo será bem recebido em comunidade-judaica@riototal.com.br


Direção
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br