Clique na imagem e venha nos
visitar no Facebook.
Rio de Janeiro, 16 de janeiro, 2020 - Edição nº 1.157


Colunistas  

Pedro Franco
Músicas com algo

A deusa da minha rua. Música e letra brilhantes de autor soberbo. J. Faraj. O autor tem também aquela que diz “louco de amor no teu rastro, vagalume atrás de um astro”. E o autor tem muito mais. Quantos cantores a cantaram e bem.

Carlos Trigueiro
A lógica da sedução
Conjeturo. Toda confissão é impregnada de impurezas. De sevícias que o tempo faz, apaga, refaz, deixa, leva ou traz. Dá no mesmo. Não obstante, vasculho mochilas, baús, escaninhos, pilhas, cortinas, brechós e sebos da memória. Aparentemente, honestas intenções,...

Enéas Athanázio
JORGE AMADO EM CORPO INTEIRO
A narrativa tem início nos dias do menino grapiúna correndo solto no meio cacaueiro da Bahia, convivendo com as pessoas e absorvendo a cultura local. Depois, os duros tempos do internato, de onde foge e vai se abrigar na casa do avô, fazendo longa caminhada a pé e sozinho. Acontece a primeira paixão, ardente e arrebatada, mas que acaba em nada.

Ronaldo Werneck
FELLINI & CCBB - 100 ANOS AGORA

Federico Fellini (Rimini, 20 janeiro 1920 – Roma, 31 de outubro de 1993), “meu cineasta de cabeceira”, faria 100 anos no próximo dia 20 de janeiro e o CCBB/Rio apresenta desde o dia 8 deste mês uma grande mostra de seus filmes (a partir do próximo dia 8), em homenagem a “Il Maestro”.

Francisco Simões
ENTRAMOS NUM ANO NOVO
O que me entristece e me deixa meio assustado também é ver nas tais redes sociais hoje em dia que se alguém discorda de determinado assunto logo espinafra o autor do mesmo, geralmente com palavras de baixo calão, ou tenta ridicularizar determinada situação abordada seja por quem for. E o diálogo, onde foi parar?

Braz Chediak
VOOS DE INVERNO

Dizem que, à medida em que envelhecem, os homens se tornam mais sábios. Grande mentira, inventada para nos consolar. À medida em que envelhecemos nos tornamos mais tolos. Dou um exemplo: na adolescência era comum recebermos das namoradas uma pétala de flor que guardávamos em nossos livros, junto com as cartas de amor, e...


Livro

Memórias da liberdade,
de Carlos Trigueiro
Crônicas






"Na infância de qualquer um sempre há objetos, coisas ou personagens que permanecem inesquecíveis. Entre as minhas imagens imorredouras estão as janelas. Pelas janelas entravam o sorriso do sol diariamente e as broncas das trovoadas de vez em quando. E tinham estranha magia: quando o mundo terminava lá fora, fechavam as janelas. No outro dia, abriam as janelas de novo. E o mundo recomeçava."  CT

Editora 7 Letras




 Arquivo dos Colunistas

Affonso Romano de Sant'Anna
Airo Zamoner
Ângela Maieski
Alberto Cohen
Antonio Carlos Fester
Antonio Prata
Antonio Nahud
Antonio Sergio Mendonça
Arlete Moreira dos Reis
Artur da Távola (i.m.)
Bhuvi Libanio
Bruno Kampel
Carlos Trigueiro
Chico Alencar
Cissa de Oliveira
Eduardo Fares (i.m.)
Fábio Lau

Enéas Athanázio
Flávio Barreto
Francisco Simões
Frei Betto
Giselle Serra
Helga Szmuk (i.m.)
Irene V.M. Serra
Isabel Vasconcellos
Jacqueline Bulos
Jorge Elias Neto
Lílian Maial
Luiz Carlos Amorim
Luiz Carlos G. Guedes
Marciano Vasques (i.m.)
Marcos Antonio de Azevedo
Maria de Fátima B. Michels
Milton Ximenes Lima

Müller Barone
Nilza Amaral
Norma Bruno
Odete Ronchi Baltazar
Pedro Franco
Renzo Sansoni
Rica Perrone
Ricardo Kotcho
Roberto Vieira Machado
Ronaldo Werneck
Rosa Pena
Rui Martins
Sarita Barros
Sheila Sacks
Sonia Alcalde
Ulisses Tavares
Viegas Fernandes da Costa
W. J. Solha


Arquivos Especiais

Breviário dos políticos
Contos Brasileiros

Contos Franceses
Crônicas de Sempre

Entrevistas
Expressão Poética
Guardiões do Saber -  Jung
Guardiões do Saber -  Lacan

Imortais
Memória do Esporte
Opinião Acadêmica
Repórter