11/10/2013
Ano 17 - Número 861



ARQUIVO ALBERTO COHEN

Alberto Cohen
em Expressão Poética

 

Follow RevistaRIOTOTAL on Twitter



 

Alberto Cohen


Minha Terra
 

 

Alberto Cohen, colunista - CooJornal

Minha Terra tem palmeiras... e essa loucura toda que está aí, mas dentro de mim tenho outra terra, a que escolhi e me basta como Pátria: A terra dos duendes, das fadas e dos homens de bem. A terra onde as águas cristalinas ainda não foram poluídas pelas descargas das usinas e os baobás não precisam se esconder das motosserras.

É a Terra dos Ruy (Barbosa e Barata) dizendo do amor soberano pela mulher e pela Pátria, enxovalhada Pátria vendida em cuecas! Aqui eu me posto e olho meus filhos. Serão Severinos? Serão Zé Cohen, que, por princípios, recusou um mandato eletivo e com isso ganhou o direito de ser singular?

Minha Terra tem palmeiras ..... e tem coisas verdadeiras como amigos que fazem questão de se chamar Titó e beber um copinho de pinga no final da tarde, enquanto falamos de poesia e enrolamos um cigarrinho de rolo.

Ah! Minha Terra, tão longe e tão perto, quando foi que desisti de ti e me mudei para dentro de mim? Quando será que um outro Cabral gritará deslumbrado: "Terra à Vista"?



(11 de outubro/2013)
CooJornal nº 861



Alberto Cohen
advogado, poeta e escritor
Belém, PA
albertolcohen@yahoo.com.br
www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-048.htm


Direitos Reservados