Antonio Jr.




CRÔNICAS DE DIAS ERRANTES
Em Málaga


Na noite das cidades, a real surpresa dos tímpanos
    

Nesta noite malaguenha, um fantasma passeia pelos canos d'água. Um mundo de relâmpagos e eletricidades ocultas. Fendas, nesgas, escamas. Penso no espírito de  Picasso procurando assustar-me, pois estou na sua cidade natal e, mesmo assim, não mudo meu protesto rigoroso em relação a sua criação sem alma, vertiginosa e ilegítima. 

São as duas da madrugada e as paredes suspiram, piam, lamentam, uivam. No calafrio da infância  ensinaram-me a crer no dragão de São Jorge, no bicho de sete cabeças, na mulher de sete metros. Viver solitariamente me faz reviver medos  e experiências mortas, como curtos-circuitos de um banal thriller hollywoodiano. 

Porém, além dos  viscosos fantasmas habitantes do silêncio,


(maio/2001)


Antonio Jr
jornalista, correspondente do Jornal "A Tarde"
Espanha 
antonio_junior2@yahoo.com