31/07/2010
Ano 13 - Número 695

Seja um
"Amigo da Cultura"

 


ARQUIVO
ANTONIO  NAHUD JÚNIOR



Antonio Nahud Júnior



¡EL FLAMENCO VIVE!
 


Antonio Nahud Júnior - CooJornal

Cristina HoyosO flamenco é um estilo musical e um tipo de dança que se tornou um dos ícones da cultura espanhola. Dando voz a raça cigana e guardando seus mitos, comumente é entendido como uma feliz e colorida manifestação de música e dança, mas na verdade trata-se de uma expressão artística do sofrimento e da angústia. Suas origens remetem à linguagem e às tradições dos ciganos da Andaluzia, cujas crenças e medos eram divulgados em uma performance que empregava uma complexa mitologia para narrar a história de sua marginalização e as angústias sociais advindas daí. De origem indiana, esses ciganos se ligaram aos exércitos árabes que se deslocavam rumo ao norte da África servindo como ferreiros, cozinheiros e animadores. Do Egito, de onde vem seu nome - em espanhol, gitano é corruptela de egípcio -, partiram para a Espanha em 1462, enfrentando o racismo atiçado pela propaganda católica, que os acusava de bruxaria e canibalismo. Foram perseguidos e escravizados. Anistiados, foram viver na quente e fértil Andaluzia, prosperando como adivinhos e músicos.

Mantendo relações cordiais com a população local, ao mesmo tempo preservavam seus costumes, língua, música, dança e tradições orais na intimidade de seus lares. Com base nas lembranças indianas, os músicos, cantores e dançarinos ciganos desenvolveram um estilo que superou a música folclórica tradicional. Em meados do século 19, profissionais se apresentavam nos palcos de cafés e tablaos (restaurantes com palco). Durante a ditadura, houve um esforço para impedir os ciganos de interpretar músicas e danças identificadas com a cultura espanhola, mas, quando o flamenco e a música folclórica mostraram ser inseparáveis, essa política foi alterada, e o governo passou a reivindicar o flamenco como manifestação nativa da cultura espanhola. Após a ditadura, o flamenco autêntico renasceu graças aos ciganos que migraram do campo para os arredores de Madri e ao surgimento de figuras lendárias como o cantor Camarón de la Isla; os violonistas Paco de Lucía e Tomatito; os bailarinos Antonio Gades e Cristina Hoyos.

Originalmente, o flamenco consistia apenas de canto (cante) sem acompanhamento. Depois começou a ser acompanhado por guitarra (toque), palmas, sapateado e dança (baile). Mais recentemente outros instrumentos como o “cájon” (uma caixa de madeira usada como percussão) e as castanholas foram também introduzidos. Na dança, os bailarinos genuínos quase não de movem do lugar, acompanhando a música com movimentos de braços e mãos. É uma dança eminentemente plástica, solitária, que expressa intensas paixões. É necessário um grande senso de ritmo e um temperamento peculiar para compenetrar-se e sentir a música. O que os flamencos chamam, com uma palavra muito profunda, estar "interao". No flamenco contemporâneo, se destacam o ídolo cantaor Enrique Morente e o guitarrista Vicente Amigo. Nas vozes femininas, as tradicionais Niña Pastori e Carmen Linares, a mourisca Estrella Morente e os ritmos contagiantes de Niña Pastori. Numa fusão inovadora de flamenco com ritmos cubanos, brilham Bebo & Cigala, e com sons árabes, Lole y Manuel – tão pop que figuram na trilha sonora de “Kid Bill - Vol.II”, de Quentin Tarantino. Na dança, Carmen Amaya, Carlos Vargas, Sara Baras Carmona e Joaquin Córtez seduzem nos tablados. Os mitólogicos Cristina Hoyos e Antonio Gades dançaram juntos durante muitos anos, filmando também êxitos de Carlos Saura: “Bodas de Sangre” (1981), “Carmen” (1983) e “El Amor Brujo” (1986). Sem dúvidas, o flamenco é uma marca indelével da criatividade e da beleza da arte espanhola.


(Fonte: Vicente Marrero, “El Enigma de España em la Danza Española’, de Vicente Marrero, e “El Flamenco”, de Angel Alvarez Caballero)

(31 de julho/2010)
CooJornal no 695


Antonio Júnior, 
escritor, poeta,  jornalista e fotógrafo. 
RN
Autor de “Se um Viajante numa Espanha de Lorca” e "SUAVE É O CORAÇÃO ENAMORADO", entre outros.
antonio_junior2@yahoo.com 
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-012.htm
www.elgitano.blig.ig.com.br
www.cinzasdiamantes.blogspot.com 


  
 

Direitos Reservados