22/01/2011
Ano 14 - Número 719

Seja um
"Amigo da Cultura"

 


ARQUIVO
ANTONIO  NAHUD JÚNIOR



Antonio Nahud Júnior



SHIRLEY TEMPLE: QUERIDINHA DE DEVASSOS?


Antonio Nahud Júnior - CooJornal

O ano foi o de 1937. O prestigiado escritor inglês Graham Greene era colaborador da revista “Night and Day” e escreveu uma reportagem sobre a garota prodígio SHIRLEY TEMPLE na qual afirmava que a atriz, então com oito anos, era o centro das atenções na 20 Century-Fox de homens de idade avançada e de clérigos. As declarações feitas na reportagem valeram-lhe um processo e foram a verdadeira causa pela qual o escritor se refugiou no México, país que não permitia a extradição, o que o impediu de ser preso.

A revelação surgiu recentemente, quando foi descoberto o manuscrito onde o cineasta Alberto Cavalcanti, amigo próximo de Greene, narra as suas memórias. Ele conta que graças a amigos atentos e bem colocados, Graham Greene foi avisado de que a produtora de “A Queridinha do Vovô” - filme de John Ford sobre o qual incidia a reportagem - se preparava para processar o escritor, com risco de prisão. Ela pedia ainda uma avultada indenização.

Nas páginas da “Night and Day”, o autor de “O Poder e a Glória” escrevera sobre a atriz mirim: "Os seus admiradores - homens de idade avançada e clérigos - não reagiam à sua dúbia coqueteria, à visão (...) do seu desejável pequeno corpo, (...) devido apenas à cortina de segurança da história e dos diálogos divididos entre a sua inteligência e o seu desejo." A Fox considerou que com essas palavras Greene insinuava que a pequena atriz atuava deliberadamente para "um público de velhos devassos".

Shirley Temple é a mais famosa atriz infantil de todos os tempos. Ganhou um Oscar especial aos seis anos de idade. Campeã de bilheteria de 1934 a 1938 com seu eterno otimismo e seu sorriso amável, salvou a Fox da falência na época da Grande Depressão. Foi a criança mais fotografada no mundo, e estrelou mais de 40 filmes e 50 produções para a televisão. Nos anos de sua popularidade, surgiram vários boatos sobre ela, um deles dizia que seria na verdade uma atriz anã de 30 anos. Chegou a ser escalada para interpretar o papel de Dorothy em "O Mágico de Oz", mas a Fox negou-se a emprestá-la. Depois de adulta não teve sucesso como atriz, aposentando-se do cinema em 1949, aos 21 anos.

(22 de janeiro/2011)
CooJornal no 719


Antonio Júnior, 
escritor, poeta,  jornalista e fotógrafo. 
RN
Autor de “Se um Viajante numa Espanha de Lorca” e "SUAVE É O CORAÇÃO ENAMORADO", entre outros.
antonio_junior2@yahoo.com 
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-012.htm
www.elgitano.blig.ig.com.br
www.cinzasdiamantes.blogspot.com 


  
 

Direitos Reservados