CooJornal - Revista Rio Total


05/10/2002
Número - 280




Arlete Moreira dos Reis


O DIA DA SECRETÁRIA

30 de setembro, Dia da Secretária. Os jornais de maior circulação estampam anúncios homenageando-a pela valorosa participação durante todo o ano dentro das empresas.

Será tão importante para a Secretária receber rosas neste dia? – Serão essas rosas a mensagem de reconhecimento pelos bons serviços prestados? – trarão elas aquela paz tão necessária ao bom desempenho de qualquer trabalho? – transmitem o respeito a alguém tão incansável em suas tarefas ou serão apenas mera obrigação do chefe?

No instante em que entrega aquelas rosas, estará ele reconhecendo a aliada inseparável das oito horas diárias, ou vê-se levado pela propaganda de massa e automatiza-se ao fazê-lo, sentindo-se desprestigiado perante os outros chefes se uma lembrança não for dada a ela neste dia?

Prezado chefe, mais importante do que tê-la ofertado rosas, seria recebê-la com um sorriso acolhedor, de orelha a orelha, quando cedinho vem cumprimentá-lo e dizer-lhe: parabéns pelo dia da secretária, fico feliz em tê-la como colaboradora! Não há maior nem melhor presente do mundo do que a gratidão. O calor humano ainda é maior do que todas as riquezas. Isto dá incentivo à secretária, revigora a autoconfiança que ela precisa ter e alicerça o respeito e a amizade que deve existir entre ambos.

Se você durante o ano é aquele chefe intransigente, incapaz de perdoar uma falha, considerando sua secretária máquina, supondo ser o dono da verdade, desça do falso pedestal, seja humilde e reconheça que comete erros também. A diferença é que você tem ao seu lado um anjo da guarda que corrige os seus erros, conserta suas gafes com carinho e no anonimato, compreendendo as pressões do dia-a-dia numa era de incertezas, em que decisões devem ser tomadas hoje, sem o vislumbrar do que ocorrerá amanhã dentro do panorama econômico e social em que vivemos. Dentro deste contexto, a secretária tudo faz para minimizar os entraves que se apresentam a fim de que os objetivos sejam alcançados, trazendo satisfação ao chefe e à empresa.

Se ao contrário da maioria, você chama a atenção de sua secretária, polidamente, no sentido de juntos encontrarem uma solução para o melhor desempenho do trabalho, reconhece o quanto ela se desdobra para que tudo corra a contento, se preocupa em pagar-lhe um salário digno, capaz de satisfazer as necessidades dela e entende perfeitamente que, como você, também tem problemas que nem sempre podem ficar alheios ao escritório, parabéns inteligente chefe, é dando que se recebe, é sendo justo que se é respeitado.



(05 de outubro/2002)
CooJornal no 280


Arlete Moreira dos Reis
advogada, escritora e poetisa 
arletemr@ig.com.br
 

http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm