CooJornal - Revista Rio Total


19/10/2002
Número - 282




Arlete Moreira dos Reis


PRIMAVERA

Chegou setembro. A espera pela primavera se faz sentir em todos os seres. A natureza começa a ficar exuberante, os pássaros iniciam o seu bailado com cânticos empolgados às fêmeas, à espera de receptividade para o acasalamento. Pela janela gosto de acompanhar o gavião plainando bem alto e atraindo a fêmea com seu estridente canto.

O frio passou, os agasalhos foram colocados novamente no armário. As pessoas estão mais entusiasmadas e saem cedinho para caminhar pelo calçadão, pelas ruas dos bairros com seus tênis coloridos e camisetas com dizeres diversos, alguns engraçados, aparentando boa disposição para o dia que se inicia.

Os bem-te-vis, as rolinhas, os sabiás, voam rasante pela minha janela no sexto andar. As andorinhas muito rápidas em seu vôo parecem estar brincando de pique. Os beija-flores vêm se nutrir do néctar das flores do meu pequeno jardim suspenso e beber a água açucarada que lhes ofereço diariamente. Todos anunciam a primavera e parecem nos dizer ser esta a estação mais bonita do ano.

Por sua vez, os jardins dos condomínios mostram flores e folhagens de vários matizes, pelas calçadas os ipês amarelos estão repletos de flores. Caminhando pela Rua São José páro extasiada e fico ali, alheia a tudo ao meu redor, contemplando um ipê rosa com uma enorme copa oferecendo aos passantes, literalmente, um gigantesco buquê de flores, procuro as folhas, nenhuma, só flores, que visual lindíssimo..

Toda a natureza desperta para a beleza, tudo fica mais bonito. Os jovens desfilam as roupas da estação, coloridas e floridas. Os corações se mostram mais receptivos para o amor e todos procuram seus pares. O romantismo se faz presente e por momentos as tristezas são esquecidas, as crises postas de lado e só o amor interessa, afinal, é Primavera.



(19 de outubro/2002)
CooJornal no 282


Arlete Moreira dos Reis
advogada, escritora e poetisa 
arletemr@ig.com.br
 

http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm