13/05/2006
Número - 476

ARQUIVO
ARLETE REIS

 
Arlete Moreira Reis



14 de Maio – Dia das Mães

 

Hoje é um dia muito especial para os que nutrem no coração o sentimento de gratidão, carinho, amor e ternura por aquela que o carregou no ventre, o embalou junto ao berço, sorriu de suas gracinhas, sofreu ao vê-lo doente, desdobrou-se para lhe dar o melhor e o ama incondicionalmente. Hoje é o Dia das Mães, mães ricas, mães pobres, mães encarceradas, mães adoentadas, todas iguais num sentimento: o amor pelos filhos e a saudade daqueles ingratos que, alçaram vôo, constituíram família, e as deixaram em segundo plano, não encontrando tempo nem para um alô.

Eu gostaria muito de abraçar a minha e levar-lhe o presente que a deixava tão alegre, embora dissesse sempre que não precisava. Então, desejo homenagear todas as mães com esta poesia:


DIA DAS MÃES

Um dia muito especial
Agita todos os filhos
É preciso não esquecer
Do presente tão querido.

Um jantar ou um almoço?
Em que restaurante levá-la?
Um passeio ecológico:
Campo, montanha ou praia?

Presente não é preciso,
Isso elas sempre dizem,
Só atenção e carinho,
As deixariam felizes.

Ah! Se os filhos soubessem
O tesouro que eles têm,
Não as mimariam num dia,
Mas em todos que o ano tem.
 


(13 de maio/2006)
CooJornal no 476


Arlete Moreira dos Reis
advogada, escritora e poetisa 
arletemr@ig.com.br
 

http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm