20/05/2006
Número - 477

ARQUIVO
ARLETE REIS

 
Arlete Moreira Reis



O CENTENÁRIO DO ICP

 

No dia 10 de maio de 1906 o americano Hugh Clarence Tucker fundou o Instituto Central do Povo, criando também uma clínica para atender às famílias paupérrimas, vizinhas ao educandário, moradoras do Morro da Providência, Gamboa, Saúde e Santo Cristo. Este foi o maior e melhor acontecimento que marcou a vida daquela gente humilde, sofredora, esquecida dos governos. Para que o projeto continuasse foi necessária a participação de muitos voluntários, pessoas que abraçaram a causa nobre de ajudar e se entregaram de corpo e alma ao projeto. Assim, o colégio cresceu, formou muitos alunos e alguns deles continuaram seus estudos no anseio de conquistarem seus ideais, uma profissão que lhes desse orgulho de terem sido alunos do ICP, provando aos seus mestres que os ensinamentos ali adquiridos foram seguidos, e os valores morais e religiosos que lhes foram passados, alicerçaram suas vidas.

No dia 8 de abril, próximo passado, deu-se início às comemorações pelo centenário com uma festa em agradecimento aos beneméritos da Instituição, onde compareceram muitos ex-alunos que confraternizaram-se com os professores de cinqüenta anos atrás. Me emocionei quando abracei o excelente professor Napoleão. Os ex-alunos e professores se abraçavam com carinho e alegria e relembravam os tempos escolares, notando-se nos olhos de cada professor o sentimento do dever cumprido, gratificados por saber que muitos de seus ex-alunos, presentes, eram médicos, professores, advogados, escritores, oficiais militares, todos frutos do trabalho e dedicação que lhes foi dada durante a infância e adolescência.

Finalmente, chegou o dia especial, 10 de maio de 2006, CEM ANOS, foi emocionante! Os diretores do ICP, tendo à frente o casal Mário e Anita Way, levaram alunos, ex-alunos, pais e amigos do ICP, a uma caminhada pelo bairro, todos cantando o hino do Instituto Central do Povo, vestidos com a camisa comemorativa ao centenário, acompanhados de carro alegórico, ostentando a bandeira brasileira, balões coloridos nas cores amarelo e azul e as crianças felizes, cantando, balançando os balões com gás, indo até à Vila Olímpica da Gamboa, recém inaugurada. Um bonito bolo os esperava. Após cantado os Parabéns Pra Você, foi servido a todos os presentes. Que bonita festa! - retrocedi no tempo e me vi aluna outra vez. A todos os beneméritos do ICP e ao casal Anita e Mário Way, que se doam em prol do engrandecimento desse projeto centenário, os agradecimentos de todos que passaram pelo ICP.


(20 de maio/2006)
CooJornal no 477


Arlete Moreira dos Reis
advogada, escritora e poetisa 
arletemr@ig.com.br
 

http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm