08/03/2012
Ano 15 - Número 777



SONIA ALCALDE
ARQUIVO



Amigos da Cultura





Seus poemas em
Expressão Poética

 

Follow RevistaRIOTOTAL on Twitter

 

Arlete Moreira dos Reis


8 de março – Dia Internacional da Mulher

Arlete Reis - Colunista, CooJornal

As mulheres são baluartes na maneira de enfrentar dificuldades, contornar situações delicadas, aceitar desafios, sufocar mágoas em prol da união da família, aturar chefes tiranos e de sorrir com um jeito conciliador nas situações mais difíceis. Deus quando incumbiu a mulher de perpetuar a espécie é porque ela tem algo de especial.

Na luta incessante pela sobrevivência as mulheres seguem o seu caminho tropeçando ali, equilibrando-se aqui, mas não deixam a peteca cair, vão em frente conquistando seus ideais, sejam profissionais, sentimentais ou familiares. Estão conseguindo.

Nessa caminhada, muitas sofrem violência sem precedentes, como as africanas que, ao nascerem, têm o clitóris mutilado para não sentirem prazer, e as árabes que sofrem o estupro coletivo como castigo, por ter ela ou algum membro de sua família praticado algum ato que os muçulmanos julguem desrespeitoso à religião ou á tribo. No Brasil, não podemos esquecer das mulheres violentadas diuturnamente pelos namorados e maridos, sofrendo agressões física e moral. A mulher brasileira só estará protegida quando a Lei Maria da Penha for realmente severa para com o agressor. Ele terá de ir para a cadeia e sentir na pele o que fez com a companheira, muitas espancadas após chegarem do trabalho trazendo o sustento da família, porque o covarde não está nem aí se os filhos comeram ou não.

O Dia Internacional da Mulher será glorioso quando não mais existir a violência doméstica, a violência institucional, a desigualdade social e a discriminação empresarial que paga às mulheres salário inferior ao dos homens no desempenho das mesmas funções exercidas por eles.

Assim, neste dia tão especial para nós, vamos despertar dentro de cada uma a amizade, o querer bem e a compreensão, formando um todo admirado em qualquer ambiente que nos encontremos. Vamos ser solidárias umas com as outras. Deixemos que cada uma siga a sua vida. Se fizermos boa cama nela deitaremos, se não soubermos prepará-la, só espinhos colheremos. Parabéns e um abraço carinhoso a todas as mulheres deste planeta.


(08 de março/2012)
CooJornal nº 777


Arlete Moreira dos Reis
advogada, escritora e poetisa 
arletemr@ig.com.br
 

http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm


Direitos Reservados