01/08/2020
Ano 23 - Número 1.181



 

ARQUIVO
BHUVI LIBÂNIO




 

Seja um
"Amigo da Cultura"


 

Venha nos
visitar no Facebook



Bhuvi Libânio



Meditação: Modo de viver criativo


Bhuvi Libanio - CooJornal


“Talvez você esteja procurando entre os galhos o que somente aparece na raiz.” — Rumi



Sente-se confortavelmente. Observe se a sua coluna está ereta e se os seus ombros estão relaxados.
Inspire profundamente e expire lentamente.
Inspire mais uma vez. Perceba que há vida no seu corpo. Expire lentamente.
Agora, simplesmente permita à respiração acontecer, livre.
Observe. Qual é o ritmo? Qual é a temperatura do ar quando você exala? Qual cheiro você detecta no ambiente? Quais sons se fazem presentes? Você está presente? Perceba o toque do objeto que está em sua mão.
Inspire. Observe que cada respiração cria um novo momento. Expire.
A meditação é um modo de viver em constante ato criativo. Meditar é estar consciente do fluxo da vida, da impermanência de todos os estados. Vida é combinação de opostos: para cada dia vivido, uma noite. Uma pessoa descansa a partir do cansaço. E se hoje você está triste, isso vai passar. A moeda tem duas faces, a faca, dois gumes, você, dois lados. Meditar é colocar uma moeda em pé, olhar sua terceira face e compreender: tudo é cara, coroa e mais. Meditar é encontrar esse centro, espaço onde habita a completude, o todo. Nesse espaço não há limites, mas uma infinitude de possibilidades de ser.
No infinito, encontramos a felicidade.
Inspire e expire lentamente.
Mergulho no oceano dentro de mim, porque se na superfície os ruídos de palavras, conceitos, demandas amedrontam, no mergulho em mim há o silêncio acolhedor do Amor. A partir desse silêncio, no instante seguinte crio mais vida. Nesse processo, esvazio-me de pré-conceitos e permito que a verdade me toque. Submersa, os movimentos sincronizam-se, não há eu e o outro. Somos o próprio espaço que ocupamos. Há um universo comum, inteiro em nós.
A verdadeira criatividade está além do ego, ela vem do coração, sem julgamentos — é natural, silenciosa e amorosa. Criar é ato de Amor: não há exigências nem expectativas.
Inspire e expire lentamente.
A meditação é um modo de viver que busca aumentar gradualmente a consciência, e quanto maior ela for, maior será a capacidade de entendimento. Para uma pessoa que se entrega totalmente à meditação é possível olhar pela mesma janela todos os dias e enxergar diferentes paisagens. A percepção se torna mais aguda, e todos os sentidos ganham mais vida.
A atenção plena transcende o eu.
Inspire e expire lentamente.
Eu danço. Giro no meu centro. Toco o que há ao redor. Ideias. Respondo cada movimento com outro movimento e fluímos. Inteira, sou capaz de improvisar; desfaço-me de regras em uma dança sem gênero. O ritmo, a existência e eu criamos. Ele emerge, natural.
A verdade vem do coração.
Silencio. Não relembrarei o passado nem tentarei criar o futuro. Agora, posso dizer: a meditação mudou o tom das cores, os sons e os aromas, mas, sobretudo, sentar concentrada em mim e descobrir minha verdade mudou a maneira como enxergo a vida, esta experiência que vivemos em comunhão com o mundo.
Com simplicidade, paciência e compaixão, mergulho cada dia mais, para tocar o céu.
Inspire e expire lentamente.


____________________________________________

Comentários sobre este artigo podem ser  encaminhados à autora no email bhuvi.libanio@gmail.com


Bhuvi Libanio é autora do blog The Book of Bhuvi
www.analuizalibanio.com


Direitos Reservados

É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor.