03/05/2013
Ano 16 - Número 838

ARQUIVO
CARLOS TRIGUEIRO

Follow RevistaRIOTOTAL on Twitter

Carlos Trigueiro



Fábula do futuro: “A Babel de um idioma só”
 

 

Carlos Trigueiro - CooJornal

Naquele tempo, os parlamentares brasileiros eram indiferentes às fronteiras do bem e do mal. Porém, um dia, a ira celeste lhes infligiu assombroso castigo inspirado na herança mitológica da Torre de Babel. E assim, ditos parlamentares, embora falassem exclusivamente o idioma português, não conseguiram mais se entender porque as suas frases e alocuções eram desconexas e aleatórias.

Em verdade, os parlamentares tiveram suas falas naturais e microfônicas transformadas em imitações, repetições e reproduções dos mais variados meios de comunicação e sinalização daqueles tempos, provenientes tanto de instrumentos sonoros, gráficos, mecânicos, óticos, magnéticos, eletrônicos, móveis ou fixos, ultrassônicos ou telemáticos, quanto de frases emocionais coletivas.

E assim, tal castigo gerou confusão generalizada, independente de posições, comissões, partidos, alianças, coligações, seitas, igrejas e ideologias, pois, contrariamente aos seus comandos cerebrais e glóticos, todos os congressistas, sem exceção, em quaisquer situações, votações e sessões plenárias só conseguiam pronunciar:

Representantes da mesa dirigindo-se ao plenário

”A sessão vai começar. Bom espetáculo.”

“Atenção passageiros do voo JPZ-2907 com destino à Brasília! Devido ao reposicionamento da aeronave, o embarque será pelo portão B – 27.”

“Animações gratuitas para seu e-mail, clique aqui.”

“Dengue pode matar. Disque Saúde 136.”

“Tripulação, decolagem autorizada, portas em automático!.”

“Nada a declarar.”

“Se for dirigir não beba.”

“Fala o Comandante. As condições meteorológicas no trajeto são boas, e o tempo na capital federal é bom. Temperatura agradável em torno de 22 graus. Nosso tempo de voo está estimado em uma hora e cinquenta e oito minutos. Boa viagem a todos.”

“’Vamo’, ‘vamo’, ‘vamo’ meu Timão!”

Parlamentares em plenário dirigindo-se à mesa

“Polícia Civil. Divisão de Roubos, Furtos e Fraudes.”

“Pai João. Trabalhos de Amarração e Descarrego. Trago o seu Amor de volta em três dias. Telefone: 55-21-765457-3232907.”

“Bem-Vindo ao Programa de Declaração do Imposto Sobre a Renda.”

“Baixe agora!”

“Esta ligação está sendo gravada, por favor, digite o número do protocolo deste atendimento, 1786543980644590, repetindo, 1786543980644590. Agora digite o número do seu CPF e, em seguida, acione umas das seguintes opções: Se deseja fazer uma reclamação digite 10, se precisa mudar o endereço da entrega digite 20, se quer alterar a forma de pagamento de cartão de crédito para boleto bancário digite 18, se deseja outro assunto não mencionado nesta gravação digite 14. Após o atendimento, por favor, não desligue, contamos com a sua colaboração para avaliar e melhorar o nosso atendimento. Se julgar que o seu pedido foi resolvido digite 11, se julgar que não foi atendido digite 12. Obrigada.”

“Proibido jogar papel higiênico dentro do vaso. E após o uso favor acionar a descarga.”

“Em caso de incêndio use as escadas.”

“No momento todas as nossas posições de atendimento estão ocupadas, favor aguardar, ou tente mais tarde.”

“Por favor, o assinante chamado está sendo localizado. Sua mensagem está sendo encaminhada para a caixa postal e estará sujeita a cobrança após o sinal…”

“Mantenha o veículo à esquerda…, mantenha o veículo à esquerda… O veículo girou à direita e está saindo da rota estabelecida. Retorne ao itinerário inicial… retorne ao itinerário inicial… Este GPS é mapeado por satélite…”

“Proibido conversar com o motorista.”

“Reduza a velocidade.”

“Vigilantes do peso e do físico: se quiser melhorar a aparência fale conosco pelo 0800-765-7654.”

“Cidadania. A gente vê por aqui.”

Representantes da mesa dirigindo-se ao plenário

“Não te declines nem para a direita nem para a esquerda: retira o teu pé do mal. Salomão, Provérbios, 4.27.”

“Proibido trafegar pelo acostamento.”

“Curva perigosa a 200 metros.”

“Proibido estacionar. Infrator sujeito a multa e reboque do veículo.”

“SOS espiritual: Deixe seu nome na urna, bem como endereço e dados pessoais para Oração. Se perdeu totalmente a Fé venha nos procurar pessoalmente…”

Parlamentares em plenário dirigindo-se à mesa

“Galo! Galo! Galooooooooo!”

“Pista compartilhada. Respeite os ciclistas e pedestres.”

“O Windows está iniciando, o que você quer fazer?”

“Devido à queda do sistema não estamos processando apostas lotéricas nem realizando qualquer atendimento. Pedimos desculpas e compreensão à nossa clientela.”

“Grupo, dezena, centena e milhar do Peru, Galo e Camelo cotados nesta semana do Natal.”

“Boa tarde! Esta ligação está sendo gravada. Digite a sua matrícula ou inscrição no Plano de Saúde e tenha em mãos lápis e papel, pois precisará anotar o número do Protocolo de atendimento: 0067543890826547, repetindo 006754389082654. Se já anotou o número do protocolo digite uma das seguintes opções do menu eletrônico: 01 para saber o resultado do exame, 02 para marcar nova consulta, 03 para registrar uma reclamação, 04 para alterar o número do dependente, 05 para falar com um de nossos atendentes, 06 para voltar ao menu inicial…”

“Não desligue o computador até que as 36 atualizações tenham sido efetuadas.”

“Esse juiz é ladrão! Esse juiz é ladrão! Juiz filho da…”

“Mengooooooooooooooooooooooooo!”

“Disque-Denúncia: 2253-1177.”

“Só vale o escrito.”

“Agende-se para os próximos Concertos!”

“Velocidade máxima 90 km.”

“Atenção, o número chamado está ocupado, tente outra vez ou ligue mais tarde. Obrigado.”

“Proibida ultrapassagem.”

“Solidariedade. A gente vê por aqui.”

“Retorno a 200 metros.”

“Prioridade: guichê exclusivo para atendimento a idosos, mulheres grávidas, e deficientes físicos.“

Representantes da mesa dirigindo-se ao plenário

“Filho meu, guarda o mandamento de teu pai, e não deixes a lei de tua mãe. Salomão. Provérbios, 6.20.”

“Democracia. A gente vê por aqui.”

“O resultado das pesquisas eleitorais pode variar 5% para mais ou 5% para menos. Foram ouvidas 2.376 pessoas entre os dias 3 e 4 de agosto.”

“Não vale tuitar!”

“MEGA SENA acumulada!”

“Caixa livre!”

“Não aceitamos cheques.”

“Tripulação, pouso autorizado.”

“Devido à inconsistência do sistema, estamos fora do ar.”

 

(Em a Revista Bula, abril 2013)

(03 de maio/2013)
CooJornal nº 838


Carlos Trigueiro é escritor e poeta
Pós-graduado em "Disciplinas Bancárias".
Prêmio Malba Tahan (1999), categoria contos, da Academia Carioca de Letras/União Brasileira de Escritores para “O Livro dos Ciúmes” (Editora Record), bem como o Prêmio Adonias Filho (2006), categoria romance, para “O Livro dos Desmandamentos” (Editora Bertrand Brasil). RJ

carlostrigueiro@globo.com
www.carlostrigueiro.com


Direitos Reservados