01/08/2020
Ano 23 - Número 1.183

 


ARQUIVO
CAROL CAMPOS




 

Seja um
"Amigo da Cultura"


Venha nos
visitar no Facebook

Carol Campos

Diário da quarentena

Carol Campos - CooJoornal, Revista Rio Total

Hoje o cara que responde WhatsApp do mercadinho me deu uma aula: precisamos ser sempre bem claros na vida, se quisermos conquistar um sonho...

No caso, meu sonho era ter roupa cheirosa numa casa muito úmida onde estou passando alguns dias. Com a umidade, as roupas custam a secar e me lembrei que alguns produtos ajudam pelo menos a amenizar o cheiro de cachorro molhado. Mas o que consegui com minha falta de clareza? Impedir uma nova gravidez. Ao invés de me mandar uma garrafa de Ola, me enviou um pacotinho com três unidades de Olla. Cá entre nós, eu não queria impedir uma nova gravidez... mas achei desnecessário entrar nesse mérito com o meu amigo novo, lá́ do mercadinho. Em tão pouco tempo, ele sabe tanto sobre mim - minha marca favorita de pasta de dente, que como requeijão pra caramba, que preciso urgente de mais lápis de cor, quanto café́ consumo a cada três dias - mas também sabe tão pouco sobre mim: não é o Olla que me impede de ter mais filhos. É uma mistura de medo, com o fato de eu me achar velha pra um recomeço, com a dificuldade pra engravidar quando se precisa de ajuda cientifica pra isso, com a dificuldade insana que existe em processos de adoção num pais lotado de crianças órfãs, com outros fatores que eu prefiro guardar no coração.

Depois de uma troca deliciosa de mensagens no celular, ele enviou a nova entrega. Ele... meu novo amigo do mercadinho... Finalmente teremos roupas cheirosas na casa úmida. E nós dois teremos um brevíssimo capitulo cômico em nossa brevíssima amizade. Gosto de guardar capítulos assim na vida. Armazenando cada um deles num canto especial da mente. Pra poder pensar neles quando preciso sorrir e não consigo...




Carol Campos
SP




Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor.