17/11/2007
Ano 11 - Número 555

ARQUIVO
HELGA SZMUK

 
Helga Szmuk



Energia?

 

Muito se fala hoje em energia, mas as maiores burrices se mostram na TV: transmissão de pensamento, e até um médium está sentindo energia negativa!! O que é isto? Em nenhum lugar do universo até agora se achou energia negativa, mas tem freguês para tudo. Infelizmente a maioria são mulheres, não sei por quê.

Eu tenho uma boa dica para eles. Vamos juntos “emitir energia positiva” para receber alguns cheques de 1 milhão de dólares! Que tal?
Por que acontecem tantos acidentes fatais de carros durante romarias?  Os judeus em Jerusalém estão rezando para a paz que nunca aconteceu no mundo... falando para uma parede.

Charlatanismo é crime, curar com o dedo ou com ervas quaisquer também é crime. Médicos estudam anos e anos e uma vidente qualquer cura tudo de uma vez com a “energia” da mão dela. Há pouco tempo atrás as pessoas viviam até, no máximo, os 40 anos; hoje até mais de 90.  A energia mudou? Ou foi a ciência e a técnica que melhorou?
A mulher disse que está fazendo pós-graduação em Astrologia. Onde? Não existe universidade no mundo inteiro onde se aprende Astrologia. Mentir é permitido?

Nós, na Terra, recebemos energia da uma única fonte: o sol. As calorias que ingerimos também têm sua origem do sol. Todos os planetas, luas, objetos e seres vivos recebem energia do sol. O sol nasceu, está ativo e vai morrer e espalhar toda sua energia de novo para o universo, para criar novo sol e talvez nova vida.

Agora vou tentar dar uma pequena biografia da nossa fonte de energia, o sol.

O sol

Ele é enorme, um pouco instável e enorme. Apesar da sua idade – já tem mais do que 5 bilhões de anos nas costas - ele está cheio de energia e fornece para o sistema solar energia e calor.

Ele pesa 333.000 vezes mais do que a Terra e mesmo assim corre com 220km/segundo através da via láctea... e nos juntos.

Ele nasceu como estrela que ilumina no centro do nosso sistema solar, como resultado de um colapso de uma nuvem de gás e poeira, há mais ou menos 5 bilhões de anos atrás.
Hoje ele tem um raio de 1,4 milhões de km. Parece tão calmo no céu, mas em sua superfície  acontecem eventos muito violentos: constantemente ele cospe coisas para o universo. Estas erupções são a causa das Auroras visíveis na Terra, às vezes, nas latitudes mais elevadas.


Aurora se forma quando o vento solar se choca com o campo magnético da Terra.


No interior desta bola de gás existe uma pressão muito alta e um calor de até 15 milhões de graus Celsius. Por contraste, na superfície com 6000 é quase fresco. No centro da estrela ele queima hidrogênio para hélio. E assim libera enormes quantidades de energia.

Manchas solares



Na meia idade

Através da fusão nuclear o sol ilumina e ao mesmo tempo queima a si mesmo. Mas ele não vai morrer tão cedo! Ele está mais ou menos na metade da vida dele, porque até agora ele usou mais ou menos a metade do hidrogênio existente no seu núcleo. Portanto, ainda tem mais 5 bilhões de anos na frente.

Logo, quando o sol transformar quase todo seu hidrogênio para hélio,
seu núcleo vai se contrair (com o peso dos elementos mais pesados) e as camadas mais afastadas com elemento mais leves (gases) vão se expandir e jogar o material para o universo. Durante este período ele vai devorar os planetas Mercúrio e Vênus; a Terra, provavelment,e vai ser expulsa para mais longe e as possibilidades da vida vão piorar. O sol vai entrar na fase de gigante vermelho, podendo expandir seu tamanho em cem vezes. Finalmente ele vai perder as camadas exteriores e vai se tornar um anão branco, uma estrela extremamente compacta e vai resfriar.
Mas até lá ela vai produzir tanta energia que vai aquecer e fornecer energia para a Terra que está a 150 milhões de km de distância.

Sol - projeto SOHO
 

Cientistas estão tentando há dezenas de anos imitar esta máquina de energia, mas sem sucesso. É impossível criar uma pressão e calor tão altos a ponto de criar fusão de hidrogênio para hélio, aqui na Terra.
Até o ano 2018 querem construir na Franca um reator “ITER” imitando o sol. Este novo combustível seria uma revolução. Um grama forneceria a mesma energia do que 10 toneladas de carvão.

Isto é, em poucas palavras, a única fonte da energia na terra!

Saber um pouca mais sobre a verdade da natureza não faz mal a ninguém. É muito bonito e deveria ser estudado por todos: o sol é nosso!

 


(17 de novembro/2007)
CooJornal no 555


Helga Szmuk
astrônoma amadora, professora de idiomas
Florianópolis, SC

helgasz@uol.com.br
  http://www.riototal.com.br/astros/