Lílian Maial




ARQUIVO

  

- A crise
- A ignorância e as elites pensantes
- A internet e os desvios
- A onda verde
- As tantas rosas de uma rosa
- As putas em pauta
- Canto de amor nº IX
- Consciência multicor
- Contrato de risco
- Dança do ventre
- (De)Composição
- De lutos e ressuscitações
- De vagalumes e agás
- Diagnóstico diferencial
- Divagações no ônibus
- Doa a quem doer
- Drive-thru - verão 2003
- E como o poeta mudou o mundo
- E se ele for embora?
- Eleições 2008
- Emparedada
- Eu morri um pouco com Michael Jackson
- Força nada estranha
- Gritos e sussurros
- Homem de aço
- Marginal
- Maridos e amantes
- Mecanismos de defesa
- Mereço morrer só porque sou velho?
- Meu lençol
- Mudanças de desejos
 

- Natal é tempo de amor ou solidão?
- O carnaval
- O homem apaixonado
- O medo do desconhecido
- O que fazer da ausência
- O que leva as pessoas a se tornarem amigas ou inimigas?
- O Rio de Janeiro está gerando menos empregos que o resto do país
- Olimpíadas de nanquim
- Pausa
- Perdas & ganhos
- Perigos de uma doutora carioca
- Pois é, meu caro Fabiano...
- Projeto de lei: proteção às minorias marginalizadas
- Quanto vale um amor?
- Real ou virtual?
- Resiliente
- Sala de espera
- São Sebastião de prontidão
- Se eu fosse Papai Noel
- Se o problema do aborto não está apenas nele, vamos então ver onde ele está?
- Se você soubesse que ia morrer...
- Toda mulher moderna já foi Farrah Fawcett
- Tudo o que se quer é ser feliz
- Um pouquinho de ética
- Uma crônica de Natal
- Uma família e duas histórias de amor
- Urgência
 

 


 

 


Lílian Maial
médica, poeta, escritora
RJ
http://www.caraacara.blogger.com.br 
lilianmt@globo.com