Ano 24
Semana 1.228 

 


ARQUIVO de
LIVROS 



 

 



1º de julho, 2021


Enviesado Sol de Outono

Rogério Dardeau




RELEASE:
Rogerio Dardeau faz um intervalo na sequência de livros sobre vinhos e lança seu segundo romance. Enviesado Sol de Outono é uma narrativa, em primeira pessoa. O protagonista é o britânico Howard Gibbs. Em 266 páginas, Dardeau leva Gibbs, aos 82 anos, a contar a própria trajetória, sempre no tempo real; do nascimento, na pequena Maldon, às vivências que tem, desde que, com 24 anos, decide deixar a Londres bombardeada pela Luftwaffe, na segunda grande guerra. Com destino a Bombaim, na Índia ainda britânica, viaja num cargueiro, com paradas em Madeira, Cabo Verde e São Tomé. Nessas passagens, Gibbs se encanta com a sonoridade do idioma português. Mas a viagem reserva inúmeros acontecimentos interessantes. No destino, Gibbs se estabelece e fica por uns poucos anos, tendo tido a oportunidade de conhecer pessoalmente Gandhi, que fortalece sua filosofia pacifista de vida, a mesma que o leva a Goa, onde se casa. A lua de mel é cheia de acontecimentos marcantes. Com a esposa, pouco tempo depois do nascimento de um filho, decide migrar outra vez, destino: Brasil. Aqui, Gibbs vive uma nova etapa, repleta de surpresas. Viaja por todo o país. Algumas circunstâncias o levam de volta à terra natal, mas retorna ao Brasil. No ano 2000, passeando pela orla de Salvador, decide contar sua vida.

ENVIESADO SOL DE OUTONO
Editora: AUTOGRAFIA
Páginas: 266
Preço: R$49,90

O autor destinará toda renda líquida das vendas de Enviesado Sol de Outono a uma organização de apoio a refugiados, no Brasil.

ORELHA: (Profa. Rita Sigaud Palmeira, DSc USP Literatura Brasileira)
Em seu romance, Rogerio Dardeau, conhecido por seus livros sobre vinhos, constrói uma verdadeira apologia aos sentidos. Atravessando o século XX, a história percorre quatro continentes, as mais diversas culinárias, gentes, religiões e, claro, os mais diferentes vinhos.
Howard Gibbs tem 82 anos quando decide contar sua história: a de um jovem inglês que, no início da Segunda Guerra, resolve deixar o cenário de destruição à sua volta e construir a vida além-mares. A caminho da Índia, faz paradas em Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, no início de um namoro com a lusofonia que se confirmaria em Goa, onde se instala, e que mais tarde o levaria ao Brasil.
Enviesado sol de outono entrelaça essa sinuosa trajetória do herói às profundas transformações políticas dos lugares por onde passa, testemunhando de perto a era dos extremos de que falava Hobsbawm: da Londres bombardeada pelos alemães ao Brasil da ditadura militar, passando pela situação de Goa e das colônias portuguesas na África.
À dureza dos tempos, responde-se com o elogio dos prazeres. A culinária de cada canto por que passa Howard, a bebida que acompanha cada prato, a paisagem, as pessoas – tudo é narrado de forma a fazer deste um romance dos sentidos.
Profundamente humanista, o livro que o leitor tem em mãos é uma afirmação da vida, da liberdade e da capacidade humana de reinventar-se em qualquer idade e em qualquer lugar, para nos fazer lembrar que o outono é ainda tempo de colheita.







Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br