07/05/2004
Número - 367


 
Rui Martins



ESSAS FOTOS NÓS JÁ VIMOS





 

Para a coligação anglo-americana a aventura gloriosa da libertação do Iraque virou pesadelo com as fotos de torturas de prisioneiros. A imprensa e a televisão européias dão destaque ao abuso de certos oficiais e soldados sádicos americanos e ingleses, que deverão ser punidos de maneira exemplar como determinou o presidente Bush. Na Inglaterra, o governo tentou descartar as acusações, colocou em dúvida a autenticidade das fotos publicadas pela imprensa, mas ao sentir que não podia negar o óbvio, fala agora em punir os responsáveis.

Porém, com punição exemplar ou sem punição o estrago já foi feito. As fotos espalhadas pelo mundo e circulando pelo mundo árabe acabaram com a imagem de soldados libertadores e igualaram os métodos da coligação anglo-americana aos do ditador Sadam Hussein.

A foto do soldado urinando sobre um prisioneiro e outras ainda mais humilhantes vão alimentar o ódio e o desejo de vingança. Com atitudes desse tipo dos militares da coligação anglo-americana, os recrutadores de terroristas de Ben Laden não terão problemas para conseguir voluntários e o movimento de resistência iraquiana fica ainda mais forte. No fundo, essas fotos, parecem coisas já vistas. Elas lembram as atrocidades cometidas no Vietnã.


(07 de maio/2004)
CooJornal no 367


Rui Martins é jornalista,
correspondente internacional na Suíça
ruimartins@hispeed.ch