14/05/2005
Número - 420


 
Rui Martins



DE RETORNO À IDADE MEDIA

 

Acabo de saber que a justiça brasileira decretou o retorno à Idade Media.

Um novo livro do escritor e jornalista Fernando Morais, Na Toca dos Leões, foi proibido, vai ser retirado das livrarias e se o autor e editor derem um pio, serão castigados com 50 mil reais de multa, por declaração proferida.

É a nova maneira de se queimar livros e os autores junto.

Quem vai se arriscar, agora, a escrever contra o poder, contra empresas ou contra gente de cima?

Eu mesmo vou por minhas barbas de molho, pois acabo de escrever um livro que poderá me levar a falência.

Haverá outros livros queimados em praça publica?

Claro que sim, se essa decisão do juiz de Goiânia, com o temido nome de Jeová, não for derrubada.

Pior, logo, logo, qualquer artigo publicado nos jornais poderá custar 50 mil reais por linha que desagradar as personalidades citadas.

Se a decisão fizer jurisprudência, os jornais ficarão com espaços em branco e as rádios não conseguirão tirar nenhuma frase de jornalistas e escritores implicados em processos medievais.

Essa solução o pessoal da época da ditadura não tinha pensado - impedir a livre expressão sob a ameaça de insolvência por palavra proferida, o que traz de novo à atualidade o ditado, "o silencio eh de ouro".

Em lugar de se torturar e prender, impingem-se pesadas multas que não pagas implicam na liqüidação dos bens dos responsáveis ate sua destruição econômica.

Elementar, mas maquiavélico.



(14 de maio/2005)
CooJornal no 420


Rui Martins é jornalista,
correspondente internacional na Suíça
ruimartins@hispeed.ch