10/04/2010
Ano 13 - Número 679

 

ARQUIVO
SARITA BARROS


Sarita Barros


Karuna


É o anjo sem asas que cuida da saúde de uma comunidade. É o vaidya do Greens Hospital em Calicut. É o responsável pelo laboratório.

Sereno e sábio tem na memória mais de cinco mil fórmulas e as prepara com amor, paciência e dedicação. Colhe, desidrata e prepara as ervas. Umas entram frescas na composição e outras, secas. Folhas, galhos, sementes, flores e raízes. Corta, cozinha, mói, destila e coa. Ele mesmo elabora, ou supervisiona, conforme o caso. De suas mágicas mãos saem pós, comprimidos, cápsulas, geléias, tinturas, óleos e vinhos medicados.

Provém de uma família de Vaidyas (médicos ou curadores) que há centenas de anos dedica-se a esse mister. Preparar medicamentos. Os que ele faz são usados no hospital e comercializados na farmácia do Greens.

Incrível é visitar um laboratório ayurvédico. Tudo é feito manualmente, ou quase. Agni (fogo) está sempre presente. No fogão de tijolos de dois andares – no de baixo fica o fogo e no de cima, os panelões enterrados, aproximadamente, dois terços. Existem poções que levam mais de semana fervendo. Não há exaustor e a fumaça queima os olhos. Diversos tamanhos de pilão. Balanças. Facas, machadinhas e cutelos. Existe um odor peculiar, mistura de fumaça, vapor, fogo, ervas em cozimento e ervas recém cortadas. E aquele ar de mistério. Um verdadeiro laboratório (labor + oratório) alquímico, onde mantras (hino ou oração védica) são entoados enquanto as fórmulas são preparadas.

E o mestre feiticeiro, mago que tudo faz, supervisiona, cuida e administra é esse vaidya sereno e ágil, forte e suave, sábio e inocente que se chama Karuna, cujo nome significa: profunda compaixão por todos aqueles que sofrem.[1] Olhos compassivos, rosto sereno, sorriso suave, mãos fortes. Não parece ter os setenta e dois anos que possui. Magro, corpo desempenado e coluna flexível. Exala uma aura de paz que contamina o ambiente e aos que dele se aproximam. Tive a impressão que só em ficarmos junto a ele nossas mazelas seriam eliminadas.


[1] As virtudes do Yoga, Gerog Feuerstein, Pensamento, p 225.




(10 de abril/2010)
CooJornal no 679


Sarita Barros
escritora, instrutora de yoga
Bagé, RS

sarita.b@terra.com.br

http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/sarita-barros.htm


Direitos Reservados