01/04/2021
Ano 24 - Número 1.216




ARQUIVO SIMÕES

Francisco Simões
em Expressão Poética

Venha nos
visitar no Facebook

 

Francisco Simões



DEPOIS A ERISIPELA



Francisco Simões, colunista - CooJornal

Gente amiga, estou neste momento ainda proibido de abusar com minha perna direita. Preciso ir dando repouso a ela, segundo meu cardiologista. Assim sendo, preciso permanecer pouco tempo no computador etc e tal.

Ontem completei os primeiros 7 dias de repouso mais absoluto com a perna direita, pois de repente sem mais nem menos apareceu uma tal de erisipela na mesma. Minha falecida mãe teve isto quando eu era criança.

Só posso vir ao computador eventualmente, ou muito raramente, de modo a não forçar a perna sentado ou mesmo andando, quando for o caso. Se nunca tiveram isto por favor comecem a imaginar como eu que gosto de caminhar estou. Proibido de qualquer exercício que envolva minhas pernas, especialmente a direita.

Arrumaram-me uma loção em forma de pasta meio derretida para passar na perna direita. Alivia a sensação de peso quando ando, mas o calcanhar ainda me incomoda um pouco quando faço isto.

Ao escrever este pequeno texto eu estou já no nono dia de tratamento. Tomei antibiótico por 7 dias e agora seguindo recomendação médica estou tomando por mais 7. Hoje estou bem melhor, porém ainda não curado definitivamente.

Este texto está sendo redigido aos poucos, fico no computador alguns minutos e ou sento no sofá com a perna em cima da mesa de centro, sem usar almofadas, ou vou para a cama e estico lá as pernas. Prefiro esta segunda solução embora não esteja muito acostumado a isto.

Hoje, sexta, início de feriadão, tivemos os filhos de Marlene com nossos netos para almoçarem junto conosco. Os adultos sim, mas as duas crianças, um com 4 anos e outro, lindinho, com apenas um ano, estes nem quiseram ir à mesa. O de um ano está curtindo um belo sono no quarto ao lado.
A curiosidade me levou a pesquisar no youtube para saber detalhes da tal erisipela. Algumas coisas que vi lá eu entendi e até confesso que já sabia. Mas houve algo que chegou mesmo a me assustar. Meu Deus será verdade mesmo? Teve gente eventualmente que já morreu disso???

Bem agora vou ter que parar no computador para dar um repouso na perna direita. Vou ao quarto agora. Desculpem, eu volto logo mais. --------

Cá estou eu de volta, mas por pouco tempo, não posso abusar e há pouco estive lanchando. Vejam que nosso netinho de um ano e os pais dele já foram de volta para casa. Ficou por aqui somente nosso neto de 4 anos. Será que vai dormir conosco novamente? Tudo bem.

Se vocês já têm netos imaginem o que é receber a visita deles, ainda mais quando vêm juntos, no mesmo dia e pintam e bordam por aqui, e eu sem poder participar dessa farra...

E vamos em frente mais um pouco. Desculpem a falta de assunto, pois do jeito que estou nem dá para pensar, ainda mais na tal de pandemia. Pelo amor de Deus vamos falando de outra coisa.

Agora já é sábado. E tome feriadão, mas eu tenho que ir mesmo é devagar. Nosso neto de 4 anos dormiu mesmo conosco mais uma vez. Foi muito bom, podem crer, mas ele está acostumado a passar a maior parte do tempo vendo desenho no celular da avó dele, a Marlene, minha esposa.

Foi acostumado assim e dessa forma segue passando bons tempos de sua pequena vida. Por mim seria bem diferente, mas hoje não existem mais as mesmas coisas e ideias do meu tempo de criança, então o jeito é aceitar e talvez lamentar.

Acredito que quando ele crescer mais, for jovem, digamos, eu talvez não esteja por aqui para ajudar a orientá-lo. Mas a avó e os pais dele terão a missão de fazer isso e como o amam tanto certamente indicarão a ele os melhores caminhos.

Bem eu cheguei agora à conclusão de que prefiro encerrar este texto. É hora de parar, pois isto de ir e vir ao computador para escrever de quando em vez não me agrada muito não. Assim sendo, peço que torçam e os crentes que orem por mim e logo sararei.

Gente amiga, se Deus quiser o próximo texto terá outra descrição, outro rumo. Assim espero e confio. Saúde a todos e obrigado pela atenção.


Comentários sobre o texto podem ser enviados diretamente ao autor, no email fm.simoes@terra.com.br






Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
http://www.fm-simoes.com.br



Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação eletrônico ou impresso sem autorização do autor.