16/09/2020
Ano 23 - Número 1.189



ARQUIVO SIMÕES

Francisco Simões
em Expressão Poética

Venha nos
visitar no Facebook

 

Francisco Simões



O BOM ZEZINHO



Francisco Simões, colunista - CooJornal

Outro dia eu me preparava para ter uma sesta tranquila deitado na cama, já que minha esposa ocupava o sofá maior da sala também numa boa sesta como, aliás, ela gosta de fazer.

Ao me deitar percebi que meu celular tocava. Sem prestar atenção no número que me ligava tratei de atender. Logo ouvi uma voz conhecida, era meu novo amigo Zezinho, aquele que produz e divulga o programa “Cabo Frio sem censura”.

Vocês devem lembrar que eu escrevi uma crônica já há algum tempo falando não só dele como do tal programa que eu adorei ver e cujas músicas nos transportam a um mundo bem diferente do de hoje, a uma realidade que nos deixou saudade.

Ao saber que eu me preparava para a sesta ele procurou me pedir desculpas por interromper, mas eu tratei de informar que o amigo é daquelas pessoas que podem tudo. Fazia tempo que não nos falávamos, mas o programa dele eu assisto de quando em vez.

Zezinho começou a falar e então eu percebi que o amigo produzira novos programas. Eles estavam sendo apresentados naquele domingo pela Jovem TV como sempre, canal 8 da Costa do Sol que eu tenho aqui em Cabo Frio.

Ele me honrou dizendo que gostaria de saber qual a minha opinião sobre a nova apresentação que agora estava a fazer do referido programa. Eu confesso que me senti mais do que elogiado, afinal Zezinho sabe o quanto apreciamos os programas por ele produzidos junto com amigos daquela emissora.

A linha mestra do programa que mantém o mesmo título, ou seja, “Cabo Frio sem frescura”, não se alterou, todavia ele usou situações agora ainda mais acentuadas mergulhando no passado e voando até perto do presente mexendo com nossas emoções.

Digo-lhes que eu e Marlene ficamos a ver os programas pela tarde inteira até pouca mais das 18 horas. Rimos e choramos bastante, pois ele sabe mexer com nossos sentimentos, isto é, para quem ainda não é totalmente escravo dessas novas tecnologias. Refiro-me às redes sociais no celular. Esta situação merece sempre dele críticas bem acirradas.

Em vez de gravar os programas no estúdio da emissora como ele sempre fez antes, desta feita Zezinho gravou as apresentações, além dos comentários, direto do lindo jardim da casa dele. Ao lado dele havia uma boa piscina.

Um dos pontos que eu destaquei foi quando vimos e ouvimos o Oswaldo Montenegro cantar “A Lista” junto com o excelente Renato Teixeira exatamente num programa da TV Cultura, apresentado por Rolando Boldrin. Deliciamo-nos e eu mais uma vez chorei porque esta música me traz muitas recordações.

Nas horas em que ficamos eu e minha esposa a ver e ouvir os referidos programas desde perto das 14 horas até pouco mais das 18 horas, nem sentimos o tempo passar.

Os comentários do bom Zezinho sempre muitos críticos quanto à nossa sociedade atual, homens e mulheres, claro para nem comentar o que ele disse sobre políticos com o que eu concordei amplamente, foram por nós aplaudidos com veemência dando sempre razão a ele.

Se eu fosse me ater a tudo de bom que nós vimos e ouvimos nos programas apresentados naquela tarde, o espaço de uma crônica não seria suficiente. O fato é que ele tem uma visão de cidade (Cabo Frio) além de país (Brasil) e mundo muito semelhante a nossa.

O programa “Cabo Frio sem frescura” resgata canções e cantores, além de orquestras, que hoje não mais vemos nem escutamos nem nas rádios muito menos nas televisões.

Desta feita, num dos programas Zezinho colocou, sem avisar a ninguém, o pronunciamento de um amigo dele que falando tranquilamente disse tudo que nós gostaríamos de dizer. Como foi bom ouvir aquilo.

A seguir uma garotinha cantou uma canção linda e como nos encantou também. Detalhes só ele poderia dar. Zezinho prometeu que a garota voltará a atuar em outro programa proximamente. Aguardemos.

Encerro deixando ao amigo meus aplausos juntos com os de minha esposa, já que adoramos por demais os novos programas “Cabo Frio sem frescura”.   





Comentários sobre o texto podem ser enviados diretamente ao autor, no email
fm.simoes@terra.com.br 






Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com



Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação eletrônico ou impresso sem autorização do autor.