05/05/2007
Ano 10 - Número 527

ARQUIVO SIMÕES

 

          

Francisco Simões

 

TERRA DE NINGUÉM

Volto a falar do lado negativo desta Internet que a cada dia mais parece ser mesmo uma terra de ninguém. É lamentável, mas algumas vezes chego a ir quase ao desânimo com o que testemunho e com as “explicações” que leio do meu provedor sobre a impossibilidade de evitar esta ou aquela irregularidade, esta ou aquela ilegalidade.

Enfocarei inicialmente o problema do mau uso proposital dos campos “De”, “Para” e “Endereço para resposta” em algumas mensagens que circulam muito pela rede. Ocorreu comigo recebê-las recentemente.

Costumo abrir as mensagens que me chegam ainda dentro da minha mala no site do meu provedor. Ali faço a seleção das que quero que entrem para o meu programa Outlook, caixa de entrada, e as demais ou as apago ou mando o provedor as bloquear.

Agindo assim atuo junto com meu anti vírus na defesa do meu computador. Outro dia marquei, ainda na mala do meu provedor, algumas mensagens para serem por ele bloqueadas. Esperei a exibição da tela com os endereços dos destinatários para a seguir confirmar o bloqueio. Naquele momento tomei um susto.

Um dos endereços era exatamente o meu próprio e-mail, mas a mensagem que ele trazia era de spam e de origem por mim não conhecida. Não entendi como podiam fazer aquilo. Cometiam algo irregular, ilegal mesmo, com o visível propósito de driblar precauções de bloqueio e outras.

Imaginem o perigo que isto representa para todos nós que trabalhamos com seriedade nesta rede e nos empenhamos em melhorar o ambiente que vem se deteriorando cada vez mais e mais. Agindo assim, impunemente, eles podem enviar o que quiserem, para qualquer pessoa, levando o nosso e-mail no campo do remetente!! Dependendo podemos levar a culpa por algo de que não participamos. Pensem nisso.

Naquele momento tratei de excluir aquela mensagem do bloqueio que pretendia fazer.  Infelizmente em outra oportunidade anterior eu não devia estar tão vigilante quando os endereços foram exibidos e aí... pois é, mandei para o bloqueio o meu próprio e-mail que vinha em outra mensagem de spam no lugar do remetente, outra vez.

Troquei mensagens com o meu provedor Terra sobre o assunto e numa das respostas eles me disseram isto: “Os endereços que aparecem nos campos "De" ou "Para” e "Cc" nem sempre são reais, podendo ser manipulados por programas que enviam spams.” – Pergunto-me: Como pode ser isso?? E como o fazem impunemente?

A seguir acrescentaram o que a gente já sabe, ou seja: “Informamos que muitos internautas têm invasões e recebem spam's diariamente no mundo todo. Todos são lesados, por fraudadores que se propagam como pragas na internet e a segurança de algum modo sempre é perdida, a partir do momento que seu computador é ligado.”

Em matéria de estatística fiquei ainda mais surpreso: “Segundo a Revista Info, de cada dez (10) e-mails enviados, seis (06) são spam, no Mundo todo.”- Sem falar nas que conduzem vírus, claro.

O pior é que o meu provedor, conforme me disse um de seus funcionários que trabalha na área de tentar conter abusos, ou como ele disse, “ocorrências das quais desrespeitam às condições de uso do portal Terra.”, não considerou que aquela atitude irregular, ilegal mesmo, de alguém manipulando o meu próprio e-mail fosse assunto que lhes dissesse respeito.

Eu que me vire, e foi o que fiz, com a ajuda de uma outra funcionária deles, muito eficiente e atenciosa, por sinal, que me ensinou como desbloquear o meu próprio e-mail. Os fraudadores, estes continuarão impunes e repetindo, quantas vezes desejarem, o mesmo crime, a mesma atitude ilegal, e nós continuaremos sem defesa nesta Internet, amigos e amigas, acreditem.  

Um outro caminho que me sugeriram no fundo não leva a nada efetivo, nada que realmente possamos aplaudir como ver esses fraudadores fora deste espaço virtual onde nós nos fazemos presente com o nosso trabalho, mas vítimas eternas de gente que veio ao mundo para não construir nada, apenas fraudar, enganar, destruir.

Enquanto isso, outro dia, cinco dos meus cerca de cem convites em que anuncio a crônica inédita que entra no coojornal do Rio Total, só enviados a amigos que me autorizam a fazê-lo, me foram devolvidos e com uma justificativa totalmente absurda e fora de propósito. O pior é que nunca se sabe realmente quem fez a tal devolução, e um fica empurrando o assunto para o outro. Terra de ninguém. 

Leiam, por favor,  o que veio escrito nas “razões” da referida devolução do meu convite: “Your e-mail was rejected for policy reasons on this gateway. Reasons for rejection may be related to content such as obscene language, graphics, or spam-like characteristics (or) other reputation problems.” – Entenderam?

Pois é, eles dão como razões prováveis (sequer têm certeza de nada) que a minha mensagem levando o tal convite deveria conter... “linguagem obscena, gráficos, ou características de spam ou outros problemas a ver com reputação”... Que tal, hein?

Voltei ao meu provedor e de lá me “esclareceram”: “a possível razão da não entrega é uma variável, normalmente isto, ocorre quando o servidor de destino (no caso o hotmail) está com alguma instabilidade, se tentar enviar o e-mail de novo deve chegar ao destino”... Quer dizer, a tal “instabilidade” gera argumentos grosseiros e levianos??!!

Se houvesse seriedade neste espaço virtual caberia até uma atitude minha, de defesa, no campo judicial, com certeza, mas infelizmente aqui parece que o que não vale é seriedade, responsabilidade, lisura, e quem trabalha a sério fica sujeito a isso. Lamentável sob todos os aspectos. E cuide-se, a próxima vítima pode ser você.
 


(05 de maio/2007)
CooJornal no 527


Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
fm.simoes@terra.com.br
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
www.franciscosimoes.com.br