10/08/2012
Ano 16 - Número 799


 

ARQUIVO SIMÕES


Francisco Simões
em Expressão Poética

 

Follow RevistaRIOTOTAL on Twitter

Francisco Simões


BOBOS METIDOS A ESPERTOS

Francisco Simões, colunista - CooJornal

Pois é, meus amigos, quem convive neste espaço virtual sabe muito bem que existe por aqui a turma do bem e, claro, a turma do mal. Os primeiros usam a internet da melhor forma possível, uns só trocando mensagens com amigos, outros pesquisando assuntos em sites como o GOOGLE, por exemplo, outros, como eu e tantos mais, escrevendo e divulgando seu trabalho em sites literários, etc.

Quanto à turma “do mal” esses querem apenas perturbar, destruir, causar danos aos menos avisados ou imprevidentes, criando mensagens que geralmente carregam vírus e, se alguém bobeia, eles tomam conta do seu computador e o comandam de fora, para dizer o mínimo, se é que existe algo de mínimo em tanta maldade gratuita e criminosa.

Sei que não estou dizendo novidade alguma, pelo menos para os mais antigos que “habitam” neste espaço e/ou para aqueles que, após terem algum dia caído em desgraça nas mãos daquela marginália, hoje estão mais do que escolados e não há recurso de espécie alguma que os engane, que os traia e os faça servir de vítima.

Podem me incluir entre esses. Afinal, como costumo dizer, os tais “malandros virtuais” são pouco ou nada criativos e repetitivos. Insistem em fórmulas que toda pessoa bem informada está cansada de saber que é armação. Mas eles ficam a enviar mensagens como se fossem avisos de Bancos, todos eles, muitos fazendo cobranças e ameaças, usando algumas vezes até o Serasa, a Polícia Federal, a Receita Federal, entre tantas outras baboseiras.

Quanta perda de tempo. Com estes assuntos só irão pegar “peixes” fresquinhos na área, desinformados, ou pessoas por demais curiosas, distraídas, ou indesculpavelmente apavoradas. Pior é que sempre alguém acaba caindo nessas armadilhas já tão alertadas através da mídia, mas sempre há quem caia.

Outra estratégia que considero por demais rudimentar, primária, elementar, da parte dessa turma que deve se considerar muito “esperta” é ficarem a enviar às pessoas mensagens com nomes femininos, para homens, e certamente masculinos, para mulheres, com aquela “cantada” mais do que manjada: “Querido, olha aí as fotos que tiramos no motel, te lembras? Logo que puderes me manda as que eu não tenho, sim? Essas ficaram ótimas, dá uma olhada nelas.”

Aí colocam links que só alguém sendo, além de burramente curioso, um despreparado na convivência nesta zona de ninguém, onde a marginália age, pode ainda cair neste golpe. Eles vão variando os nomes tanto de mulheres como de homens, os “remetentes”. Imaginem a minha situação e a de tantos que estão no “meu time”, quanto à idade!

Como os caras não fazem a menor idéia de para quem estão mandando as mensagens, embora usem nossos e-mails corretos, enviam-me, aos 76 anos de idade, casado pela terceira vez, caseiro, amante de escrever, de boa leitura, boa música, etc, essas bobagens. Quanto trabalho para nada, que perda de tempo.

Não confundam, por favor, não é que cá o Chico tenha pendurado as “chuteiras” e desistido do bravo “esporte bretão”, não. Ocorre que meu tempo de freqüentar motéis já ficou no passado. Hoje se o fizer, será com minha terceira esposa, mais para sair da rotina caseira, entendem? Mas os bobos insistem!!

Nem trabalho eles me dão, sinceramente. Afinal eu olho tudo em minha mala secreta, dentro do provedor Terra, e lá mesmo já apago essas futilidades e todas as mensagens que percebo claramente, pela experiência, tratarem-se de tentativas de me atingir com vírus. Vade retro, cambada de desocupados, marginais virtuais.

Nessa linha de imbecilidades existe também aquela na qual alguém tenta nos lembrar do tempo da Escola, geralmente no Ginásio. Usam o péssimo truque de nos mandarem olhar fotos da “nossa turma”. Outro dia recebi uma dessas e se referia aos anos 80, podem acreditar.

Vejam bem, estando hoje com 76, nos anos 80 eu estava, digamos, entre os 44 e 50 anos. Se com aquela idade eu ainda freqüentasse o Ginasial seria certamente um retardado mental, no mínimo... risos... Essa turma é que deve viver em atraso mental acentuado, situado entre a debilidade mental e a idiotia completa. Será que não encontram nada de útil para fazer nessa vida? Bobos metidos a espertos.

Quanto às mensagens consideradas como spam eu nem me incomodo. Afinal eles fazem o papel deles de tentarem nos vender alguma coisa e nisso não vejo nenhum mal. Incomoda? Sim, incomoda pelo exagero, geralmente nos vêm aos montes. Marco tudo rapidinho e apago.

Talvez alguém queira me perguntar por que não uso os tais “programas anti spam”. Eu já falei sobre isso antes, mas vou repetir agora e aqui. Cuidado com esses tais “anti spam” que os provedores têm a cara de pau de dizer que são “programas inteligentes”. Mentira. Se você mergulhar num programa desses que eu classifico como “anti amigos” pode me esquecer, e sabe a razão?

Logo você vai ter problemas sérios, pois mensagens de muitos amigos serão devidamente bloqueadas pelo provedor. Ou então submeterão seus amigos àquele procedimento chato e inconveniente de ter que “cumprir ordens do programa deles” para que sua mensagem siga. Eu jamais me submeto a isso.

Já passei por essa situação umas 3 ou 4 vezes, porém logo avisei os amigos: meu prezado, das duas uma, ou retiras o tal programa ou nunca mais receberás mensagens minhas. Claro, se eu não submeto ninguém a isso não vou admitir que o façam comigo. Então fique alerta, por favor, meu bom amigo e/ou amiga.

Todavia os maiores irresponsáveis são aqueles que têm a cara de pau de anunciar nesta internet, impunemente, listas imensas de e-mails que eles catam por aí afora. Já recebi este tipo de oferecimento de e-mails diversas vezes. Os caras não se escondem, e ainda fazem tabela de preços, podem crer, conforme a quantidade de e-mails que alguém queira “comprar”. É mole? Tudo impunemente.

Por isso a gente recomenda tanto para as pessoas quando escreverem colocarem os nomes de suas listas em “Cco”, ou seja, em cópia oculta, como eu faço ao divulgar meus convites ou textos de outros. Aliás, neles, bem ao final, está um aviso bem grande sobre isso. Você já o leu?

Vejo outras pessoas fazerem o mesmo, alertando para não exporem os e-mails de seus amigos à marginália virtual. Mesmo assim muita gente ainda relaxa com isso e descumpre esta regra que nos defenderia contra os mal intencionados. Que fazer? Resta esperar que todos criem juízo e entendam o espírito da coisa.


(10 de agosto/2012)
CooJornal nº 799



Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
fm.simoes@terra.com.br
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com

Direitos Reservados