08/03/2013
Ano 16 - Número 830


 

ARQUIVO SIMÕES


Francisco Simões
em Expressão Poética

 

Follow RevistaRIOTOTAL on Twitter

Francisco Simões


A DAMA DA NOITE OUTRA VEZ

 

Francisco Simões, colunista - CooJornal

Há quatro anos eu escrevi e divulguei uma foto crônica na qual contei a história da linda flor, Dama da Noite, e a mostrei em três fotos.

Nem todos que agora me lêem viram aquele trabalho que me deu muito prazer em fazer. Na época alguns que me escreveram comentando o texto e as fotos disseram que nunca haviam ouvido sequer falar na tal Dama da Noite.

Fora o filho de Marlene que trouxera a muda para ela plantar, mas não é em semente, não. Esta flor é plantada por folhas que Lena colocou num vaso, com muito carinho, perto da linda mangueira que temos no meio do quintal. Para mim também foi uma bela surpresa, pois eu jamais vira flor tão bonita e tendo um ritual todo próprio dela mesma para abrir.

Desta feita Lena as plantara no jardim bem em frente à nossa varanda. Eu estava no computador, agora em fevereiro deste ano, quando certa noite Lena me avisou que tudo levava a crer que naquela noite, por sinal novamente de lua cheia, as novas Damas da Noite iriam abrir.

Peguei a câmera e fui até o jardim. Reparei que havia três daquelas lindas flores já começando seu processo de exibição. Estavam ainda bem pequenas como poderão ver na foto. Voltei para o computador e dei um tempo.

Elas abrem bem devagar. Uma obra magnífica da Natureza. Ainda por cima após estarem totalmente abertas, no seu apogeu, elas exalam um forte e delicioso perfume, acreditem.

Havia decorrido creio que mais ou menos uma hora quando Lena voltou a me chamar. As três Damas da Noite como que sorriam para nós, orgulhosas de sua beleza natural. As folhas podem alcançar até nove centímetros de comprimento. Elas são também conhecidas com o nome de Jasmim da Noite.

Peguei novamente a câmera e fui registrar aquela fase em que as bonitas flores de cor branco-esverdeadas alcançavam o máximo de sua beleza. Elas permanecem abertas por muitas horas e ficam assim a noite inteira.

Saibam que quando a flor resolve aparecer, se abrir e encantar o mundo, o caule dela, meio comprido, sai também de uma folha, de uma só. Cada flor saindo de determinada folha. Nunca se pode saber quando isso vai ocorrer.

Para fotografá-las melhor, enquadrá-las direitinho, tive que fazer uso de uma lanterna, tal como há quatro anos. No escuro fica difícil enquadrá-las como se deseja. Claro que no momento das fotos usei o flash da câmera.

Depois de algum tempo fomos dormir e sabíamos o que veríamos na manhã seguinte pela experiência anterior que tivéramos. Após tomar o café da manhã peguei novamente minha câmera e fui até o jardim.

Eu precisava registrar o ato final daquele espetáculo da Natureza. Eu sabia o que iria encontrar lá, já vira há quatro anos. O ciclo das lindas Damas da Noite se completara.

Quando o dia vai amanhecendo as flores vão murchando, murchando, até apresentarem aquela forma triste que verão na terceira foto. Afinal todos nós temos o nosso ciclo de vida que se estende até o dia da morte. O ciclo da Dama da Noite é muito curto, porém respeita uma das leis da Natureza.

Essa é apenas uma das coisas boas que curtimos muito em nosso jardim e que são plantadas e cuidadas por Marlene. Eu já escrevi sobre aspectos diferentes que um cacho de banana esconde de nós, mas procurando eu encontrei. Já comentei e mostrei a imensa plantação de abóboras que fez muito sucesso com parentes e vizinhos. Fora as pequenas, mas lindas acerolas, a portentosa laranjeira, e outras.

Nada como conviver em paz com a Natureza respeitando-a e aproveitando o que ela nos oferece constantemente. Sem falar nas muitas histórias de passarinhos que já contei aqui. Até a próxima história deste relacionamento que nos alegra no dia a dia.



(08 de março/2013)
CooJornal nº 830



Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
fm.simoes@terra.com.br
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com

Direitos Reservados