15/07/2016
Ano 20 - Número 992

 

ARQUIVO SIMÕES

Francisco Simões
em Expressão Poética

Venha nos
visitar no Facebook

 

Francisco Simões


FARÓIS ACESOS DE DIA?

 

Francisco Simões, colunista - CooJornal


Estou sabendo que já entrou em vigor a exigência do CONTRAN ou do DENATRAN, de os motoristas serem obrigados a usar os faróis baixos acesos mesmo durante o dia, ou seja, mesmo com o maior sol a brilhar.

Eu me julgo uma pessoa de mínima inteligência para entender ou não compreender certas decisões de nossas autoridades. Esta é uma delas. Respeito opiniões que aprovam tal decisão, mas não abro mão do direito inalienável de fazer minha crítica baseada numa experiência de décadas dirigindo em cidades e estradas.

Tenho hoje praticamente 80 anos de vida, e se todos se recordam, há alguns anos o DENATRAN nos exigiu usar em nossos veículos um conjunto de coisas que se constituísse no que chamavam de “kit de primeiros socorros”. Quem fosse flagrado sem o tal “kit” era multado.

Eles consideravam aquilo algo fundamental, importante demais em caso de acidentes conosco ou com outras pessoas. Pois bem, todos devem se lembrar de que passados alguns anos o mesmo DENATRAN nos liberou da obrigatoriedade de usar aquilo no que investimos, gastando dinheiro e obedecendo a uma determinação legal deles.

Quer dizer, o que antes era fundamental, muito importante, quase vital, ou seja, o uso do tal kit de primeiros socorros, de uma hora para a outra passou a não ter nenhuma importância, a não ser fundamental e os palhaços, nós, poderíamos jogar fora.

Igualmente eles nos exigiram durante anos que usássemos o extintor de incêndio em nossos veículos. Estaríamos sujeitos a uma pesada multa caso fôssemos flagrados sem ter o respectivo aparato. Pergunto: quem sabia realmente como usar um extintor em caso de emergência?

O DETRAN, ou CONTRAN ou DENATRAN alguma vez se preocupou em nos ensinar como manusear um extintor quando eventualmente fosse necessário? Nunca, jamais. Para que vocês se recordem melhor deste fato eu recomendo a leitura de uma reportagem neste link: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/09/extintor-deixa-de-ser-obrigatorio-para-os-veiculos-de-passeio-4849991.html

Nos casos acima por mim lembrados nunca fomos ressarcidos pelos prejuízos que nos causaram aquelas exigências “legais” de um Órgão que tem a responsabilidade de administrar as leis de trânsito neste país. Um absurdo seguido ao outro nos quais tivemos prejuízos, mas com certeza alguns ganharam e ganharam muito vendendo-nos tanto o kit de primeiros socorros como os extintores.

Sobre a nova exigência que nos faz o Órgão de Trânsito eu me permito uma pergunta: como se pode afirmar que faróis acesos à luz do dia dão maior segurança e evitam acidentes? Se alguém sequer consegue enxergar um veículo na estrada como um simples farol vai lhe dar a segurança para evitar eventual acidente? Não é inventar demais? Já soube de casos em que pessoas ligaram os faróis o tempo todo e ao chegar a sua casa elas/eles se esqueceram de desliga-los o que é natural, pois é de dia. Então suas baterias foram para o espaço. É isso que estão querendo?

Pouco me importa se em outros países usam tal procedimento, continuo afirmando que um simples farol aceso de dia num país tropical não pode oferecer tanta segurança a ponto de evitar acidentes como colisão e outros. Não dá para entender assim como nunca entendi o que ocorre nos “exames de vista” do DETRAN.

Por exemplo, nos exames para renovação de carteira de motorista o DETRAN exige coisas que em verdade pouco ou nada têm a ver com a condição de o motorista estar ou não preparado para dirigir. É o caso das letras bem pequenas que alguns examinadores colocam para lermos. A que leva isto?

Já passei por situações incríveis aqui em Cabo Frio fazendo exame de renovação de minha carteira de motorista. Certo examinador me exigiu exercícios que a mim pareceu que ele pensava que eu estava ali para ser aprovado ou não para servir ao exército, tal o grau de dificuldade dos movimentos. Um pequeno show de exercícios físicos, nada a ver com minha capacidade de dirigir.

O mais incoerente nesses exames é que cada examinador usa critérios diferentes de outros, ou seja, cada qual nos submete a testes conforme seu julgamento. Não há um padrão nesses exames. Claro que injustiças são cometidas, e não são poucas.

Certo dia alguém me disse que os tais examinadores que pelo menos eu julgava fossem oftalmologistas, nada disso, eles podem ser ginecologistas, dermatologistas, otorrinolaringologistas, ou seja, quaisquer “istas”, mas sem critério de julgamento. É assim que funciona infelizmente.

Jamais vi o DETRAN se preocupar em testar o lado emocional dos motoristas, usando talvez psicotestes nos exames para renovação de carteiras, todavia em casos nos quais eles aplicaram os tais psicotestes também já ouvi e li (procurem no Google) inúmeras reclamações pela forma incorreta no julgar o comportamento do candidato.

O fato é que a maioria que provoca acidentes, geralmente mortais, ou dirigem bêbados, ou drogados, ou estão sonolentos, ou nem sequer possuem carteira de habilitação. E o DETRAN parece não querer levar isto a sério.

Agora o “sério” é exigir-nos dirigir nas estradas, mesmo de dia, mesmo com o maior sol brilhante, estarmos com os faróis do carro acesos. Por favor, parem de brincar conosco, parem de fazer exigências absurdas e tratem o assunto trânsito com seriedade, com responsabilidade, orientando os motoristas e não implantando, como ocorre em várias cidades, as tais “indústrias de multa”. Outro absurdo.

Quando será que irão nos dizer que não mais devemos dirigir nas estradas deste país com os faróis acesos mesmo de dia e com muito sol? Quando irão anular o que agora pode causar multa a quem não os obedecer? Lamentável.


__________________________________________

Comentários sobre o texto podem ser enviados ao autor, no email fm.simoes@terra.com.br

(15 de julho, 2016)
CooJornal nº 992



Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com



Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor.