01/08/2017
Ano 20 - Número 1.039

 

ARQUIVO SIMÕES

Francisco Simões
em Expressão Poética

Venha nos
visitar no Facebook

 

Francisco Simões

“AS MENTIRAS SÃO DOCES; A VERDADE É AMARGA”

Francisco Simões, colunista - CooJornal


As palavras acima eu as retirei de uma das melhores crônicas que tenho guardadas em meu arquivo pessoal escritas pelo saudoso colunista Rubem Alves. O título daquele texto é “Ganhei Coragem”.

O autor verseja sobre a vida, seus diversos aspectos, sobre o lado bom e o lado mau do que se considera povo quando este age impulsionado por paixões as mais diversas especialmente quando mergulha na política.

Se ele estivesse ainda vivo não se furtaria a comentar esta realidade que ele já deplorava e que agora caminha ainda bem pior de tudo que ele analisou, de tudo que ele disse antes no magnífico texto acima referido.

Rubem justificou tudo que disse baseando-se em que estava velho e assim já considerava ter vivido o suficiente para expor suas conclusões como coisas da maturidade num desabafo magnífico que eu aplaudo sempre que o releio.

Infelizmente não vivemos para sempre, ou para semente, como diz um amigo meu e assim resta-nos sentir não apenas saudade, mas o quanto nos faz falta ele e tantos outros pensadores, escritores, colunistas, brilhantes que a vida lhes traçou o final do horizonte antes do presente momento em que nós estamos tendo que sobreviver e aturar.

O inferno nos está sendo imposto por autoridades indiferentes e/ou irresponsáveis. Aquelas que atrasam salários, ficando meses sem pagar os mesmos, todavia jamais lhes falta para seus conchavos e eventuais ou rotineiros prazeres.

Quando alguém destina milhões e milhões para compra de consciências que em recebendo as pagas acabam atendendo aos desejos de Ss. Excelências estes acabam por agir tipo Presidentes de Clubes que trocam técnicos como quem troca chinelos ou algo que não mais lhes interessa. Assim eles seguem, digamos, “governando”.

O Boris Casoy, comentarista atualmente na Rede TV, diria que é uma vergonha, vergonha mesmo, vergonha em grande estilo e em escalada nas decisões de governar nesta terra que já foi de Santa Cruz.

Quando estas autoridades falam ou discursam sabem que muita gente como eu e outros não acreditamos nem que jurem com aquele sorriso falso, maroto diante das câmeras de TV, estufando o peito e gesticulando de forma meio esquisita. Reparem bem.

Hoje não há mais idealismo político, se é que algum dia houve nesta nação, mas pelo menos no passado os objetivos eram mais bem definidos, concordássemos ou não com eles. Até durante os anos da ditadura civil militar houve dois lados bem definidos e cada qual assumia seu ideal.

Conhecemos bem os terríveis atos que os senhores do poder impunham àqueles que pensavam diferente deles. Criaram até o slogan “Brasil, ame-o ou deixe-o”. Havia tortura mal disfarçada muitas das vezes seguida de morte outras não, mas os parâmetros do que vivemos naqueles 20 anos eram bem definidos.

Cada qual assumia seu papel e investia no que acreditava. Alguns lutaram, outros sucumbiram, assim como outros partiram para terras distantes esperando o momento certo para voltar. Retornaram após a chamada “abertura política”.

Hoje os donos do poder preferem mentir, e mentir muito porque sabem que para um povo bastante inculto “as mentiras são doces”, como disse o nosso saudoso Rubem Alves, já “a verdade é amarga” e geralmente não conquistará votos.

Neste país eleição se ganha muito mais com mentiras, isto está mais do que provado. Alguém ainda tem dúvida porque a Educação está sempre desprovida de verbas? Afinal um povo mais culto, este sim, dificilmente será iludido, enrolado ou vencido.

Sua bênção saudoso Mestre Rubem Alves.


__________________________________________

Comentários sobre o texto podem ser enviados ao autor, no email fm.simoes@terra.com.br

(01 de agosto, 2017)
CooJornal nº 1.039



Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com



Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor.