16/05/2019
Ano 22 - Número 1.125

 

ARQUIVO SIMÕES

Francisco Simões
em Expressão Poética

Venha nos
visitar no Facebook

 

Francisco Simões



MERGULHO NO PASSADO

Francisco Simões, colunista - CooJornal



Outro dia Marlene, minha atual esposa, fora ao Rio com seu filho e uma amiga arrumar definitivamente o apartamento que estou vendendo em Ipanema e que eu comprei em 1975. Trata-se de um prédio dos anos 50, coisa rara, pois a rua hoje está cheia destes prédios modernos que descaracterizam o que nós conhecemos quando comprei o dito cujo.

Acreditem que na época em que comprei aquele imóvel da janela da sala eu via não só todo o Cristo Redentor, assim como grande parte da Lagoa Rodrigo de Freitas. Notem que meu apartamento fica no segundo andar.

Do outro lado da rua havia muitas casas baixas que me permitiam ter aquela magnífica visão. Nosso edifício assim como outros na rua Redentor tinham no máximo 5 andares. A Redentor era a rua de prédios mais valorizada em Ipanema depois da Av. Vieira Souto, claro.

Mas após o falecimento de minha segunda esposa em junho/2003 e minha decisão de vir morar aqui em Cabo Frio onde estou e vou permanecer, assim espero, passamos a ir ao Rio umas poucas vezes ao ano e aí eu ocupava o tal apartamento. Entretanto com o gasto mensal de manutenção nestes já quase 16 anos resolvi vender aquele imóvel.

Pintamos o apartamento todo e ao tirar coisas bem antigas, sendo que a maioria para jogar fora, Lena acabou encontrando não só meus filmes, minha coleção de discos, além de fotos, muitas fotos mesmo que contam não só minha vida desde que eu nasci como de outras pessoas com as quais eu me relacionei no correr do tempo.

Outro dia ela me entregou muitos álbuns, fotos avulsas, etc para eu fazer uma triagem do que me interessava guardar ou destruir. Confesso que após olhar fotos e mais fotos relativas ao meu passado junto a meus familiares e também com as pessoas que vieram a pertencer a minha vida nos dois primeiros casamentos eu me senti cansado e meio zonzo.

Recordar nem sempre é tão bom assim como pode parecer, afinal havia em muitas fotos lembranças que me arremetiam a recordações tristes de um passado que se eu nunca irei esquecer. Procuro não me martirizar com o que as imagens de tantas e tantas fotos estavam a me castigar.

Realmente comecei a ficar meio tonto, meio zonzo, e a certo ponto preferi parar de olhar e mais olhar aquelas inúmeras imagens. Não pensei que fosse ser assim, mas o fato é que aconteceu. Eram mais de 82 anos de lembranças que ali estavam mesmo antes de eu chegar a este mundo.

Algumas fotos realmente me traziam saudade e alegria, porém outras tantas me faziam mergulhar não só em saudade como, e aí me doía mais, impunham-me recordações que não mais me faziam rir, e sim chorar.

Acabei por tomar a decisão de sumir com muitas das fotos, rasgando-as antes, embora outras eu as tenha mantido “vivas”, pois trazem aquele passado que a mim significa alegria, paz e festa.

A história da minha vida desde o dia em que eu nasci e me deram o primeiro banho está registrada em certo livro, dos antigos, nos quais os pais escreviam parte da vida do bebê até certo tempo. Este documento eu decidi guardar junto com tantas fotos de minha vida, crescendo e crescendo muito e tendo depois mais 9 irmãos e irmãs.

Hoje somos apenas 6, quatro já partiram para o outro lado desta vida terrena. Eu sigo nesta trilha já bem longa caminhando com passos firmes e pretendendo jamais decepcionar aqueles que me criaram e me ensinaram o que é viver. O resto a gente aprende sozinho.

Este foi o meu mergulho no passado meio inesperado e que me fez perceber que eu agora vivo, mas no futuro, e um futuro que não sei até onde vai. Só sei que meu horizonte cada dia se aproxima mais. Mas, vamos em frente amigos e amigas. 




Comentários sobre o texto podem ser enviados diretamentee ao autor, no email fm.simoes82@gmail.com







Francisco Simões
escritor, poeta, fotógrafo (expositor), ex-radialista
Rio de Janeiro
Conheça um pouco mais de Francisco Simões
http://www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-021.htm
http://www.riototal.com.br/expressao-poetica/francisco_simoes.htm
www.francisco-simoes.com



Direitos Reservados
É proibida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor.