3 POEMAS de FRANCO DE LAGOS

     


CHEGADA

    

        EU SEI

    

GOSTO
     

 






 


    

Chegada
   

Quando cheguei e te vi sorri
quando de ti me aproximei
gritei
estava contente de te ver
de poder voltar a te olhar.
te abraçar e beijar.

Quando cheguei e te vi
senti o desejo de contra mim te apertar
bem contra meu peito
e desse jeito senti teu peito
esmagado no meu.

Quando cheguei e te vi
te abracei e cerrei bem contra mim
e nesse momento senti
teus seios contra meu peito
senti-os esmagados
e até os moldaria se eu pudesse
mas não era esse o momento
embora fosse esse o desejo,
mas se o fizesse?

Quando cheguei e te vi
senti o que iria acontecer
depois de teus braços sentir
de teus seios esmagar
e de tua boca beijar
era bom estar de volta
depois de tanta saudade à solta.

Quando cheguei te vi, senti
o que meus desejos imaginaram
quando eu chegasse e te abraçasse
vi teus olhos brilharem
mesmo húmidos ficarem
e nesse momento a resposta eu tive.

Se assim à minha chegada
eu senti e vi, 
te abracei
e contra mim esmaguei teu peito
me dei conta, que desta vez 
eu estava feito!

      Maio de 00 
      Franco de Lagos





  

Eu sei.
     

Eu gostava de saber
de escutar de tua boca
de te ouvir dizer
o teu desejo
além de beijo sentir
quero te ouvir fremir
sussurrar
e até gemer de prazer
mas sobretudo escutar
o que em ti vai.

Eu sei que tu sabes, que eu sei
aquilo que tu sentes
e eu sei
que aquilo que tu sentes
não pretendes me  esconder.

Eu sei
aquilo que eu de tua boca quero ouvir
tu sabes que eu sei
mas acaso tu me quererás dizer
lá porque eu sei
quero de novo ouvir
de novo te escutar
já que não basta saber
eu preciso de saber
e  te ouvir dizer
sim, meu amor, eu sei.

Eu sei, que tu vais querer me dizer
aquilo que tu e eu sabemos
e não podemos esconder
já que tu sabes que aquilo que eu sei.
Para mim
bastou escutar teu coração bater
bastou dele ouvir
o que ele tinha para me contar
bastou ouvir
tua voz me dizer o que eu desejava escutar
já que eu desejava de ti ouvir dizer
o que eu tanto desejava saber.
Por isso, basta de esconder
aquilo que tu sabes, eu sei
assim se  sei que tu sabes
aquilo que eu sei
o que tu tens para me dizer
tu mais não podes esconder
mas não ouso de novo te pedir
para outra vez repetir
o que naquela noite me disseste.

Ou será que tu preferes,
eu na minha duvida ficar e me veres procurar
se estava dormindo ou sonhando!?

         Junho de 00            
                
     Franco de Lagos


Gosto !!
   

Gosto do que sinto em meu peito
o desejo de beijo te dar me leva a pensar
o que sinto
sentimento de desejo
desejo de prazer dar
de em teu rosto pegar afagar e beijar

Gosto de pressentir o que em teu peito vai
me leva a pensar e desejar
ler teu pensamento
e desejar ter lido bem
na medida de meu desejo
e receber de ti o tal beijo
mas eu nem sei, se tal irá acontecer
será que vale a pena esperar?

Gosto de sentir tua pele na minha
de sentir teu respirar
de ver teus olhos brilhar
e eu olhar para todo o teu ser
e sem saber que dizer
apenas te sentir e ouvir
me falares de amor
gosto.

Gosto de saber
mesmo com teu olhar envergonhado
quase que a medo,
me dizeres o quanto gostas
de me ouvir ou ler
e eu sem saber o que te dizer ou escrever


Julho 00
Franco de Lagos

 

 

 

 
   

 

Esta página é parte integrante da Revista Rio Total

 

Editoração
Irene Serra
irene@riototal.com.br