Arlete M. dos Reis



 

Atualizado em 28/06/2008
---

 




PRECE DE UM BRASILEIRO
_______________________

Meu Deus! Que vergonha sinto n' alma
De ver tanto sofrimento e nada poder fazer,
A não ser alertar meu Povo para não se deixar levar
Pelos heróis fabricados que a Nação vêm salvar.

Passadas as eleições, as reverências ao Povo,
Esquecem os empossados de tudo que foi mostrado.
Já não lhes interessa a pobreza, a mortalidade infantil,
Os mendigos que se cuidem e procurem onde dormir.

Continuamos Senhor, sem ter como escapulir
De tanta violência, da corrupção total,
De viver num país rico sem ter o que comer,
Sem escola, moradia ,sem saúde perecer.

Meu Deus, se és brasileiro como todo o Povo diz,
Arranca do berço esplêndido este gigante Brasil
E faz ecoar seu grito para todo o continente:
- Fora aventureiros, vou salvar a minha gente!



Do livro Emoções em verso & prosa

 

Arlete Moreira dos Reis



 


 


arletemr@ig.com.br

Arlete Moreira dos Reis, foi uma menina sonhadora.Tudo para ela foi muito difícil. De família humilde, o pai cearense e a mãe operária do Moinho Inglês, ela achava que embaixo da enorme pedreira, que era o fundo do quintal de sua casa, havia pessoas conversando, tocando, e colocava o ouvido na pedra para ouvi-las todos os dias. Era sua imaginação. Não tinha muito com o que brincar e para ela e o irmão conjecturarem o que os habitantes subterrâneos estavam fazendo era a maior distração e também o segredo dos dois.

"Continuo sonhando em ver um Brasil sem fome, sem analfabetos, com suas riquezas preservadas, seus velhos e índios respeitados. Peço a Deus que não seja uma utopia."
 

Leia suas crônicas no Coojornal: www.riototal.com.br/coojornal/arletereis.htm  e suas poesias em Escritores e Poetas: www.riototal.com.br/escritores-poetas/expoentes-020.htm