Fátima de Laguna

 

Atualizado em 04/08/2007
---



 


RAP
da CINQÜENTONA
____________________
 

Cinqüentona?
todo
tipo
mas é sempre geralmente
princípio constante de incêndio
Debaixo de cinza aparente cuidaaaaaado!  Algo jaz?
Hummm...  fogo ardente!

 Pode ser uma Chiquinha
que à tiracolo um carinha abre alas por
amor
Na cadência da marchinha se solta no
- Vem, dá vau!
No carinho do mancebo que é mais moço do que
ela
Hummm...loucuras de carne e aval

Sobretudo,
 a cinqüentona é aquela que aprecia
o toque mais requintado de mão sutil-
gentileza
que do incêndio-latente faz fogaréu de certeza
linha pra aquela pipa,
 muita corda até o
céu
Sobe, desce, Ai, sobe mais!
- Faz destilar meu favinho, meu docinho...temos mel!

E tudo com muita calma este corpo feliz
vai planando até a alma

Mas desce de novo amorzinho...me embala neste lençol
sobe outra vez benzinho,
até ficar morninho,
e bem se pôr dormentinho,
meu  botãozinho  
de sol.

 

Maria de Fátima B. Michels



Nota da autora:
Ofereço este rap a todas as nossas Chiquinhas, Gonzagas e aos Gonzaguinhas. Às Ritas e as Ritinhas Pavoninhas e Pavões. Sem esquecer inclusive Franciscos e até Chicões, muito menos Gonzagões.

 




fbarreto@bizz.com.br
 

  • Aqui, conheça um pouco mais de Maria de Fátima Barreto Michels, a Fátima de Laguna.

       Leia suas crônicas no CooJornal, clicando aqui.