Fátima de Laguna

 
Atualizado em 26/04/2008
---






Um moço
___________


Aquele sujeito é assim um tipo leve.
Um moço.
Esquisito observar um moço.
Geralmente nos dias de hoje vemos
os rapazes. Uns caras. Os gatos. Os meninos.
Os bombados. O cara. Um jovem...
Hoje há de tudo, mas fazia tempo eu não via,
um moço.
Ora que tanto rodeio estou a fazer...
Claro que nem todo moço é um poeta
Mas homem poeta é geralmente um moço.
Acho que ele será, mesmo com a idade, um moço.
Sempre.
Terá sempre aquele ar de moço que para meus olhos,
teve até o fim por exemplo, um sujeito de nome
Mário de Miranda Quintana
Aquele moço que vi hoje é assim um tipo leve.
Leveza de poeta. Hoje vi um moço. E poeta.




Ma. de Fátima Barreto Michels


 

 




fbarreto@bizz.com.br
 

  • Aqui, conheça um pouco mais de Maria de Fátima Barreto Michels, a Fátima de Laguna.
     
  • Leia suas crônicas no CooJornal.