Fátima de Laguna

 

Atualizado em 10/05/2008
---

MÃE CRÔNICA


Os manos nasceram

Mamãe lhes dando do seu leite

Há uma vaca no pasto

Mamãe aprendendo a tirar o leite da vaca

Mamãe me dando de mamar
Havia uma cabra no pasto
Mamãe aprendendo a tirar leite de cabra

As manas nasceram
Mamãe lhes dando do seu leite
Não há mais pasto. Nem vaca. Nem cabra!

Manhêêê! Ô mãããããããe!

Minha mãe é teimosa.
Ela é bem minha. Ela é bem deles.

Ela é bem nossa.
Ela é teimosa.
Aprendendo a tirar leite de pedra.
Olha ela!
Olha que pedra!
Olha só que mãe!





Texto e imagem por Ma. de Fátima Barreto Michels


 

 




fbarreto@bizz.com.br
 

  • Aqui, conheça um pouco mais de Maria de Fátima Barreto Michels, a Fátima de Laguna.
     
  • Leia suas crônicas no CooJornal.