Milton Ximenes Lima

arquivo

 

               agosto, 2010
---







ego
_____________


Plácida...
Uma plácida tarde.
Chuva indecisa
desliza
sobre a angústia das emoções não resolvidas
e dos gestos não terminados,
das esperanças abandonadas,
dos amores inconcebidos.

À beira-mar
afaga o céu a gaivota solitária,
faz repousar nos cansados olhos
seu vôo de carícias.

Meditações poeirentas
revolvem meus interiores,
despedaçam pensamentos tristes.

Da dúvida, acredito:
esta manhã abençoará um novo dia
e o ontem foi, apenas, crescimento
do desencontro dos meus sentimentos.

Plácida tarde,
chuva indecisa...
Afogo-me, então,
em paciente espera...
(conselho do meu tímido coração).


 

Milton Ximenes Lima






 


 

 




miltonxili@yahoo.com.br

 

  • Leia suas crônicas no CooJornal.