Ano 20 - Semana 1.047
1º de outubro, 2017



Odete Ronchi Baltazar

 

class=

 



 




Bocejo


É pela manhã
que sinto a tua falta...
É quando acordo e
espalho a preguiça entre os lençóis,
quando me viro e não te vejo
que sinto a falta dos meus sóis
perdidos em teu olhar.

Falta-me o côncavo do teu corpo
que eu preencho com
ternura, pernas, braços e pés.
Falta-me o teu resmungar rouco,
o teu cabelo revirado,
falta o teu bocejo (nada) poético,
falta a tua roupa largada de qualquer jeito, falta a tua displicência na hora de amar.

Que posso fazer?
Levanto-me,
visto-me com a tua ausência,
calço chinelos
e espanto o sonho que não quer acordar.

 

Odete Ronchi Baltazar

 

 

Aqui, conheça um pouco mais de Odete R. Baltazar.
E leia suas crônicas no CooJornal, clicando aqui.
odeterb@gmail.com

 

 

 

 


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br