Rosa Pena


Arquivo
de seus poemas


 

Maio de 2017
---

 



AQUARELA
________________


Resolvi colorir meus vestidos e tuas gravatas,
envolver em nós, todas as coisas que nos são gratas.
Esquecer o tempo e o espaço,
explodir em amor, negar o cansaço.

Resolvi colorir teu sapato,
queria mesmo livrar-me do sensato.
Vontade de pintar a rua
colorir a lua,
para ficares ciente,
que não sou ausente...
Sou tua.

Colorir de norte a sul
usar o verde, o amarelo, o azul,
gritar tudo que me clama!
Fazer nosso amor,
vermelho como chama.


Rosa Pena

 

 


 

  • Aqui, conheça um pouco mais de Rosa Pena.

        E leia suas crônicas no Coojornal, clicando aqui.


       pena.rosa@gmail.com