Silvane Saboia

 

Atualizado em 11/08/2007
---

 



Inveja da lua



Havia pedaços de mim
pelo banheiro todo.
No chuveiro aonde costumo chorar
vi pela janelinha
a lua crescente.

E eu minguando.
Queria voltar a ser inteira
mas estou triste e nua.
Ah... Que inveja da lua!


 

Sil Saboia


 


Costumo dizer que escrevo desde o berçário. Tenho três filhos lindos, amores eternos, e sou muito feliz por poder escrever e ter onde plantar o que escrevo. Moro em Fortaleza, e trabalho com computação gráfica, que é outra maneira de fazer poesia... com imagens, tenho um projeto sobre poema em imagens, facilitando assim a leitura para aqueles que não costumam ler poesia. Um prazer levar a vocês um pouco da minha visão deste nosso mundo e os sentimentos que nele pousam..., deixando em mim seus sussurros...!

silsaboia@terra.com.br

Veja os poemas com que Sil Saboia nos brinda em Escritores e Poetas.